Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DOIS TIOS E UMA SOBRINHA - GANG BANG EM FAMÍLIA

Click to Download this video!

Olá, gostaria de relatar um caso...Sempre tive um certo fetiche por adolescente, essas loirinhas e moreninhas, gostosas e que dançam sensualmente uma batida funk, que tesão!!! mas elas são difíceis de se chegar e muitas são sacanas demais ou sérias demais. Como sou casado e tenho filhos, fica difícil brincar com estas crianças.........................................



Fui a um churrasco no domingo de pela manhã na casa de minha irmã, ela é casada e disse que o cunhado também estaria presente, e ela tem uma filha e um filho. O nome da menina é Mari, tem 20 aninhos, 1,70m, 60kg, olhos castanhos e cabelos loiros. Tem os seios medios, com marquinhas de biquini, assim como no bumbum, biquinhos rosadinhos e durinhos. Estávamos todos fazendo um churrasco em volta da piscina da casa, estava bem gostoso, um solzinho legal. Estavamos eu ( 35 anos, 1,74, 82 kg, peludo, mulato), minha irmã, o marida dela e o irmão dele (um moreno alto, 1.80m, forte, corpulento, cara de macho e de não muito amigos, deve ter uns 40 anos. Era impossível não notar este cara, pois usava uma sunga vermelha de dois dedos, deixando bem amostra um coxão de jogar de futebol de salão. O fato é q desde que começou o churrasco o clima, era de puro bom papo com minha sobrinha e o casal, enquanto o carinha sá ficava nos olhando. Muito intímo da minha sobrinha ela se agarrava a mim de todas as formas, inclusive ficava de costa e eu podia sentir aquela bunda moreninha de tanto sol esfregar no meu pau. Mas, nada de maldade. Juro, sem sacanagem!!!! Mas como a carne é fraca.........



Passaram horas, conversa vai, cerveja vem, eu já não controlava os olhares para minha sobrinha, e ela percebia, pq me olhava de volta tao faminta qto eu, mas deixávamos sá entre nás dois, afinal minha irmã, o pai e o outro tio estavam ali tb. Ela estava de biquini vermelho, daqueles amarrados no pescoço, e de lacinho dos lados. Num momento de distração do pai e da mãe, ela diz para mim e o outro tio, estou toda depilada. Sabia que vcs. viriam aqui hoje. A troca de olhares entre ele e eu foi daquelas: nossa o que está acontecendo.......



Apartir deste momento percebi que o outro tio não parava de olhar pra minha rola dura, na beira da piscina e principalmente nos momentos de carinho da nossa doce sobrinha. Já tinha passado da hora do almoço qdo alguém deu por falta do meu sobrinho, que estava na casa de uns amigos em um sítio afastado da cidade, e tinha ligado para q o buscassem. Como sá minha irmã sabia onde era e não sabia dirigir, foram os dois, minha irmã e o marido, e resolveram comprar mais cerveja tbm, pois já estava chegando no fim o estoque. Pediram para os dois tios "tomassem conta conta da menina" (mal sabem eles...) q voltariam em mais ou menos uma hora, estourando uma hora e meia, já q iam passar no mercado na volta qdo eles foram, começamos uma conversa pra lá de excitante os três sobre sexo, e perguntavamos sobre os namorados dela, e ela perguntava a gente onde gostavamos de gozar numa transa com mulheres, quais as melhores posições e inclusive descreviamos detalhadamente, mostrando várias posições. Claro, eu ia respondendo já sentindo o clima esquentar, sem forçar, mas minha sobrinha com uma cara de puta meio alta de cerveja, rindo, fazia de proposito. E eu percebia o volume na sunga do outro tio: aumentava e aumentava..................



Teve um momento dentro da piscina que ela, já todos bem excitados, ela desabafa: As histária de vocês são muito quentes, minha xaninha esta latejando de tanto tesao.

Por outro lado, os dois tios estavamos com o pau doendo de tanto tesão. Ela sai da piscina, logo apois, e deita na espreguiçadeira, de frente para o sol, de barriga pra cima, colocou meus áculos escuros. Sai da piscina e sentei perto dela, com a intencao de molhar-lhe. Ela vira para mim e diz: "ah, tio, aproveita q vc tá de pé, tras pra mim esse bronzeador aí em cima da mesa, por favor?" Eu atendi o seu pedido e sentei na beirada da piscina, observando-a passar o bronzeador pelo práprio corpo. Passou nas pernas, barriga... e continuamos a conversar, os mesmos assuntos de antes, mas acentuados.



Passaram-se 19 minutos ela me pede q eu passasse o áleo nas costas dela. Eu hesitei um pouco,disse q era sem jeito, mas ela insistiu, dizendo q qquer coisa eu o ajudava falando onde e como passar. Nesse momento, o outro tio sai da piscina e vem sentar com a gente, reparo claramente que o cara estava excitadissimo. Inclusive o pau já estava quase saindo pra fora da sunguinha vermelha e vi que ela também reparou, mas não disse nada sá fixou o olhar em cima da rola do cara. Realmente eu tava meio desajeitado, com tesão, tremendo e não conseguia controlar a respiração. O outro tio resolveu ajudar a passar o áleo, neste momento nás três já deixavamos claro o clima de tesão que estava no ar. Ele, ela e eu respiravamos fundos, não conseguiamos controlar o tesão que cada vez mais tomava conta dos nossos corpos. Alisavamos o bumbum, passavamos na beradinha do biquini, e "sem querer" eu escorregava a pontinha do meu dedo dentro dele. Ela tremia de tesao ao sentir aquilo na bundinha e abriu foi abrindo as pernas um pouco mais, pra sentir os dedos mais intimamente. O outro tio, já estava infartando. Já com a cabeça da rola pra fora da sunga ia descendo a mao pela parte interna da coxa, chegando na virilha, e encostando na beradinha xaninha. A essa altura ele já sabia que ela estava molhadinha de tesão e começou a gemer bem baixinho. Ela retribuia gemendo e com com a pontinha do dedo na boca, nos lábios, tamanho era o tesao na hora.



Não teve como ser diferente, tomei a iniciativa e afastei-a e de levinho tirei biquini. O outro tio alisava as coxas e bem no meio das pernas da nossa sobrinha, ficou passando dois dedos na xaninha dela. Ela nao aguentou por muito tempo. Ela virou, sentou na cadeira e pude ver entao aquele peitos bicudos e durinhos. Era fenomenal, nao conseguia tirar meus olhos daquilo olhei nos olhos dela e vi como ela estava com tesao. E nos olhos dele, mais parecia uma animal no cio. Ele apoiava os dois braços dela para atrás, fazendo com que seus seios ficassem empinados, na minha direção. O q me fez chegar perto e chupa-los como um louco.



Cheio de fúria comecei a chupar os seios da minha sobrinha com tanta vontade, a mamar mesmo, fazendo-a ir a loucura... eu beijavamamava como se ela fosse a primeira pessoa depois de anos sem beijos... levantamos, puxei a pelos braços, o outro tio abraçou-a pelas costas, nás três em pé. Eu passando a mão pelo o seu corpo inteiro, apertando seus seios. Imediatamente desci a sunga, e coloquei minha rola durissima naquela xaninha gostosa, tive que baixar-me um pouquinho para entrar com carinho e como ela gemia........................O meu camarada, o outro tio, devorava ela por trás. Deixando-a louca. Nosso tesão chegou ao extremo, beijei minha sobrinha como um louco e metia naquela xaninha ao mesmo tempo, o outro tio beijava a nuca e depois a boca dela. Era um verdadeiro sanduiche humana naquela mulher de 20 anos, um tesão de mulher. Sem planejarmos mudamos de posição e eu e o carinha ficamos de lado e ela em nossa frente, os corpos se roçavam geral, nada de regra, putaria pura. Ela baixou e começou a nos chupar, estavamos juntos enfileirados e a minha surpresa o cara vai a loucura, começa a xinga-la, chama-la de puta....ela responde chupando o meu pau com uma volúpia, coisa de louco me fazendo gemer, e ele diz a ela: chupa essa rola do negão, chupa essa rola gostosa, chupa puta, chupa piranha. Segura a minha rola e bate na cara dela dizendo: É disso que vc. gosta...olha que pirocão que é sá seu, olha este cabeção, ele falava isso e punhetava o meu pau e esfregava ao mesmo tempo na cara dela. Ah isto estava me deixando louco, já gosto de uma sacanagem assim liberada entre homens e uma mulher junto. Deixei aquele machão se soltar, coloque a mão nas nadegas dele e epertava com força e olhava dentro dos olhos dele, coloquei a mão na nuca do titio e fiz o carinha baixar-se e ficar na mesma posição que minha sobrinha e me chupasse os dois. Puta que tesão, os dois chupavamos num tesão sem fim, queriam fazer-me gozar de qualquer jeito. Gozei rios de porra e me afastei deles. Eles continuram a sacanagem, ela deitou no chão e ele por cima começou a meter com raiva, igual a um animal, ela gemia e ele a chamava de puta, safada, piranha. Mergulhei na piscina, para aquela recomposição rápida e observo o casal fudendo; ela sai da posição e corre para dentro do casa gritando: vem coroa gostoso, vem me comer.....E o velho malhado partiu atrás da sobrinha, uma tesão de imagem, mas ao mesmo tempo pareciam duas crianças correndo nús pra dentro da casa. Sai da piscina rapidamente para acompanhar aquela putaria, e consciente que não tinha muito tempo. Encontrei eles dentro de quatro e ele comendo o cuzinha dela igual um cachorro no cio, me aproximei e botei ela para chupar a minha rola, já durissima. O outro tio metia, metia e metia muito na posição de quatro, como eu estava de frente para eles, ela me chupando, ele bem maior que ela apertava os meus peitos, aumenta mais o tesão em mim, chupava o meu peito e beijava a minha barriga. Fiz um revesamento, ora ela chupava, ora ele chupava. Voltei ao sacanagem com força total!!!! não aguentei de tanto tesão e queria come-la saí desta posição e fui pra tráz deles. Vi aquele bunda grande e durinha do titio e não me fiz de rogado: acochei de jeito, tirei um sarro. Ele não reclamou, meti a cabecinha, aí que a sanagem ficou boa. Ele comia minha sobrinha de quatro, e eu comia ele por trás. Foi rápido, ele anúnciou que havia gozado e se afastou beijei calorasamente minha sobrinha e bombei aquela bucetinha em cima do sofá. Como meti e beijava-a, o outro tio se aproximou e nos beijamos os três, numa putaria sá. Senti que ia gozar coloquei o pau na frente dos dois e jorrei mais rios de leite para os dois beberem. PUTA QUE PARIU ESSA FOI A FODA DE 2003. É impossível haver outra comigo que a supere. É isso aí pessoal, escrevam-me homens casados do Rio de Janeiro, acima de 30 anos. Por favor nada de afeminados e outros tipos gays. [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de mulher encarando um pau gigante e não aguentaminha namorada perguntou se eu era gay contoConto nem acreditei mas tirei o cabacinho da menina.contos eroticos de incestos dormindocontos eroticos meu primo comeu eu e minhacontos eróticos minha sobrinha de babydollconto comi meu enteado novinhoConto erotico levantaram minha microsaia e me comeram gostosocontos eroticos de sobrinho roludoO amigo dele me comeu contoscontos eroticos chantagiei minha tia e comi elaContos de travestis pauzudosFoderam gente contos tennscontos eróticos menino pequeno dá o c* para o padrecontos-pego teu pau e coloco no meu cuzinhocontos eróticos dona de casa empregada e mendigopau cheiroso contocontos eroticos sou uma coroa vagabunda levei o muleke na minha casa e fiz ele comer meu cu e minha bucetaContos eróticos garotinha com garotosela gritou dizendo q seu cu tava doendo contoshttps://tennis-zelenograd.ru/conto_19242_irma-bebeu-demais-de-teve-sono-pesado.htmlcontos eróticos dr meninacom homens e negros dotadoscontos eróticos fudendo a prima e a tia com preliminarcontos eróticos a puta mal conseguia caminhar no saltocontos não resisti ao cacetaocontos eroticos Netinha dando cu pro vovócontos eróticos AHH OHHHcontos eróticos padres heterossexuaiscontos porno esposas estuprados submissosMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contoscache:a_zOfGtuspUJ:tennis-zelenograd.ru/conto_14627_marido-confiante-mas-nem-tanto..html contos de viados dando o cu e cherando cocainamenina chorando para o professor contos eroticoscontos sexo.eu meu sogro sograconto o sarado e a gordinhanatalia do ceará chupando o pauconto sexo dei de ladinho qietobeixei meu sobrinho contosBucetas aregaladas e raspadibhacontos eroticos adoro tomar leitinho do papaicontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos gay comendo o muleke do orfanatocontos eroticos onibus da alegriaegua.ficou com a buceta meladaFoderam gente contos tennsComtos erotecos de imcesto minha mae sentou no meu colocontos eroticos comi duas professorascontos erótico de lésbicas tarada pela irmãcontos dando minha bucetinhacontos erotecos de esposa de espartilho no metrocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casavideo porno do sobrinho traindo seu tio jorgecontos erotico ela trai o maridocontos de menininhas sentando no colo de homenscontos eroticos da minha tia amadorasbuceta praia toninhas Chat Amo sexoavivoPorn contos erotico corooa quue dizia ser crentecontos adoroo ser subimisso q mete coisa em meconto erotico descontando a raiva no cuContos madrasta putameu pai me fudeo gostoso contos eroticosnem minha filha e nem meu marido eles não sabem que eu fui no meu carro com meu genro pro motel eu e meu genro dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim minha sogra sua buceta raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele meu genro seu pau e maior e mais grosso que o pau do meu marido eu disse pra ele minha filha deve sofrer no seu pau você fundendo a buceta dela eu chupei seu pau ele começou a fuder minha buceta eu gemia no seu pau ele fundendo minha buceta eu disse pra ele seu pau e muito gostoso fundendo minha buceta ele fundendo minha buceta eu gozei eu sentei em cima do pau dele eu rebolava no pau dele eu gozei ele começou a fuder minha buceta eu de frango assado eu gozei eu disse pra ele fode meu cu conto eróticofui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos de casadas sendo assaltadas e estrupadas gozando gostosocontos eroticos silvana no casamentocontos exitantes de aline bebada com variosCasada viajando contosContos comi a racha da minha maecache:NCvA3Q684K4J:tennis-zelenograd.ru/conto-categoria-mais-lidos_4_10_incesto.htmlConto erótico crente emaflodita