Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ELE FICOU MALUCO DE TESÃO

Click to Download this video!

Já faz tempo que isso aconteceu... mais de dez anos, quando eu tinha 13. Hoje eu moro numa capital mas nessa idade morava numa cidade do interior, era muito inocente ainda. Tinha ficado apenas com dois meninos e nao tinha feito nda demais.



Do lado da minha casa morava um senhor entre 45 e 50 anos, ele me olhava de uma forma estranha, parecia me comer com os olhos. Aquilo começou a me chamar a atenção e eu fui gostando. Meu corpo estava em formação ainda, mas eu já tinha peitinhos, metade do que são hoje. E o corpo gostosinho como qualquer menina bonita dessa idade.



Uma tia me deu uns shortinhos super curtos, uma vez, eram novos, ela tinha comprado pra outra pessoa mas não deu certo. Meus pais acharam um absurdo o tamanho deles mas acabaram aceitando e mandando que eu sá usasse em casa.



Um dia, estava muito calor, eu estava com um deles e uma camisetinha vendo tv sozinha em casa. Fui tomar água porque estava com muita sede. Meu shortinho ficava cavadinho no meu bumbum e a camiseta deixava minha barriguinha de fora, sá uma pequena parte. Eu olhei pela janela que meu vizinho estava fazendo algo perto do muro.



Não sei porque me deu um tesão. Aquela vontade que a gente tem quando é adolescente que consome a gente toda. Minha bucetinha coçando e ficando molhadinha. Fiquei doidinha e atolei mais meu shortinho até a poupa da minha bundinha ficar de fora e sai dar uma volta no meu pátio como se tivesse algo pra fazer, sá pra provocar meu vizinho e ver o que acontecia.



Fiquei andando e vendo o que ele fazia. Não parava de me olhar. Quando cheguei perto ele disse oi e disse que eu estava bonita. Eu agradeci e dei um sorrisinho. Estava indo pra dentro de casa quando ele me convidou pra tomar uma limonada, por causa do calor. Eu, doida, acabei aceitando e fui até a casa dele. Perguntei onde estava todo mundo e ele disse que estava sozinho.



Preparou a limonada e me deu copo, eu toda hora dava um jeito de ficar de costas pra provocar ele. Fiquei super curiosa quando vi um super volume no calção dele.



Quando me distrai agora foi ele quem estava ficando maluco. Deu um jeito de esfregar o pau no meu bumbum, ficou atrás de mim enquanto passava de um lado da cozinha pro outro. Eu não reagi de jeito nenhum, foi ai que ele voltou a fazer isso. Senti o pau duro na minha bundinha e eu estava gostando. Comecei a rebolar. Ele notou e me chamou de safadinha. E eu adorei isso.



Ele tinha uma barriga um pouco grande, pegou minha mão e levou até ela e foi baixando, até eu pegar seu cacete por cima do calção. Me perguntou se eu já tinha pegado um cacete antes, eu falei que sá passei a mão no de um colega.



Então ele abriu o calção e tirou pra fora. Devia ter uns 19 cm e era muito grosso. Muito grosso mesmo. Eu fiquei olhando admirada e ai peguei ele e comecei a punhetar meio sem jeito.



Começou a passar as maos nos meus peitinhos, por cima da camiseta e fazendo isso seu pau ficou cada vez mais duro. Ele mandou eu por a boca no cacete dele, mas eu disse que não, que não ia gostar de fazer isso. Mas ai peguei as bolas dele com a outra mão e ele começou a gemer. Colocou os braços em volta de mim e tirou meu sutiã, eu fiquei doidinha, colocou as mãos dentro da minha camisete e pegou meus peitinhos. Ai tirou a camiseta e caiu de boca neles. Eu não largava do seu pau e ficava gemendo muito, estava adorando.



Ele quis me beijar na boca mas eu disse que não queria também. Juntou o corpo dele no meu e o pau duro e grosso dele ficou esmagado entre ele e minha barriguinha enquanto ele começou a apertar meu bumbum. Aquilo ficava cada vez mais gostoso eu estava toda molhadinha.



Me virou de costas e ficou esfregando a tora dele no meio da minha bundinha. Ele começou a tirar meu shortinho que ia desgrudando aos poucos, desatolando do meu bumbum. Eu pedi pra ele parar, mas ele disse que não ia fazer nada demais, então eu deixei.



Fiquei sá de calcinha e ele ficou punhetando a pica dele enquanto esfregava na minha bundinha. Colocou a mão dentro da minha calcinha, que era branca e pequeninha, com um morango desenhado na frente. Viu que eu estava toda ensopadinha e disse que queria me chupar. Eu fiquei surpresa e não sabia o que dizer. Mas ele foi me pegando e levou até uma cadeira, se abaixou, colocou minha calcinha de lado e começou a meter a lingua na minha bucetinha.



Em dois minutos eu estava indo pras estrelas, fiquei maluca aluscinada virando os olhinhos e acabei gozando na boca dele. Ele ficou me chamando de putinha... safadinha...



Disse que agora era a vez dele, mas eu não queria por aquele cacete na minha boca, estava com nojinho. Então ele me virou e ficou esfregando ele com toda força na minha bundinha denovo e pondo a mão na minha calcinha.



Ai começou a urrar e eu senti um liquido quente no meu bumbum...



Enquanto ele estava gozando deu uma mordida no meu pescocinho que acabou deixando marca. Aquilo chegou a doer bastante. Ele sentou numa cadeira, parecia cansado. Eu disse que já ia indo e fui embora correndo pegando minhas roupas.



Como ninguém poderia me ver da rua, fui correndo sá de calcinha até em casa, e já que meus pais chegariam bem tarde.



Fui tomar banho e gozei mais duas vezes lá!



Voltei mais vezes na casa dele quando ele estava sozinho, que era meio raro. Mas eu tinha muita vontade e ficava esperando sempre! Acabei chupando ele várias vezes e ele gozou em toda parte do meu corpo. Foi sempre muito gostoso, mas nunca dei pra ele e nem beijei na boca.



A coisa mais gostosa foi quando chupei a pica dele até ele gozar na minha boca. O safado não avisou que ia fazer isso... mas eu adorei e acabei fazendo mais vezes.



Depois de 4 meses me mudei e não vi mais ele!



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto de sexo com estrupo em família rasgei o cu de meu avô sem doconto sexo vilma e bety rabinho doendovoyeur de esposa conto eroticodei o cu na fazenda contoschupei a pica do colega de escola eu gostei sou gaycontos xxx usando plug do lado do paicomi minha tia conto realistaperdendo o sele o selo do cucontos eroticos mulhersibha do papaiContossafadezasContos eroticos minha avo e mamae foderam com os mendigosCasada viajando contosMinha mulhet quer encher a buceta de carne negra contostesao chefe quero elecomi a adilhada novinha loira olho azul contocontos erotico minha namorada me confessou q fui cornocontos. chupou pela primeira vez um machocontos chantageada pelo genro e pela filhaconto transando com ladraocontos eróticos troca troca meninoscontos bolinadas no parquecontos ainda bem novinha tiraram meu cabacinhocontos eroticos-estuprei minha irmaencaixando na buceta meladaComtos casadas fodidas pelo patraocontos erótico fudi uma cabritinhacontos eróticos eu e minha mãe nos amamos feito loucosCasadoscontos-flagrei.contos erotivos aconteceu em monteverdemulheres batendo punheta nos animais como cachorros e ponhessou uma patinha desde garotinho contos gayrelato da tia grávida transando com sobrinhoo coroa rico que tirou a virgindade do meu cu no motel que ele fez eu vira seu gay ele adora fuder meu cu no motel ele me ligou pra eu ir com ele pro motel eu fui com ele no seu carro pro motel eu e ele dentro do quarto eu chupei seu pau ele começou a fuder meu cu ele disse pra mim eu não vou goza dentro do seu cu eu vou gozá dentro da sua boca pra você engolir minha porra ele tirou seu pau do meu cu ele disse pra eu chupar seu pau eu comecei a chupar seu pau ele gozo dentro da minha boca eu engolir sua porra conto eróticoConto nao sabia que minha primo era travesre eu come elecontos sadomasoquista extremoContos eróticos engravidei do desconhecidocontos minha esposa grávida chupa paumeu tio arregacou minha esposinha casa dos contosminha tia me fez um footjob contos eroticoscontos porno traca troca amiguinhocornosubmissocontocontos eroticos traicao/corno namorada viciada em jeba no cuBucetas grandes fog lp iConto de coroa estrupada e chingada pelo genromeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machodei massagem na sogra contoconto enterrando a ate o talo no cu da mamaeesposa raspada contosconto pm metedorcontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidoContos eróticos tremO amigo dele me comeu contoscontos eróticos comendo o cu do meu amigo da escola.commão amiga trêm metrô onibus show contos eróticoslevei rola pica piroca contoContos monica putinhacontos eroticos com meninas deficientescontos/minha cona era apertadinha e virgemcontos erotico sou corno do meu sogrocontos eroticos bolas cheias de leiteconto erotico meu genro comeu meu rabo na marracontos eroticos a talaricacontos eroticos sou brocha e minha esposa arumo amantescontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elassento desde cedo gay contoviagra pra minha mae contos eroticoscontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anoscontos sou casada e comi um novinhogozadas na boca do menino contosfudendonosicontos velha casada fudendocontos de xoxutuda dando