Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

O INICIO DOS INICIOS

Click to Download this video!

Na altura eu tinha 19 anos de idade. Embora alto era magro e muito frágil. Vivia com os meus pais e de manha ia à escola e á tarde depois de concluir os trabalhos de casa brincava com o João, meu vizinho. Era mais velho que eu 2 anos e era um mulato um pouco encorpado. Brincávamos de tudo e ele mais forte que eu me ganhava sempre. Mas era muito meu amigo e depois dos jogos sempre me abraçava. Tinha vezes que me abraçava por trás e eu gostava. Sentia um pinto na minha bundinha e isso me deixava com muita tesão embora o meu pinto fosse ainda pequeno.

Certa vez e ao ir para brincar com ele encontrei seu pai, o Sr. Silva de calções e tronco nu a reparar o carro. Então Quim? Já terminaram as aulas e fizeste os trabalhos? Perguntou. Respondi que sim e que vinha brincar com o João. O João não está. Saiu com a mãe, respondeu. Mas entra vamos tomar um refresco.

Entramos e tirou para ele uma cerveja e para mim um sumo. Sentou-se num banco alto e fiquei a admirar aquele corpo forte e robusto. Na casa dos 40 era de facto um homem com um bonito corpo.

Chega aqui, chamou. Fui até ele e fiquei de pé entre as suas fortes pernas. Vá, toma, bebe um golo. Aceitei e bebi um golo de cerveja. Engasguei-me e tossi. Com delicadeza bateu-me nas costas e disse: Isso é falta de hábito. Puxou-me mais para ao pé de si e deu-me o copo para outro golo. Aceitei. Nessa altura e já muito encostado a ele sentia o seu pinto encostado nos meus rins. Senti que aquela ferramenta devia ser enorme e comecei a ficar com tesão.

Depois e enquanto passava as suas poderosas mãos pelas minhas costas ia dizendo que tinha de comer mais, que estava muito magro. O meu tesão ia aumentando e sentia o meu pinto a ficar duro embora fosse pequeno.

Todo eu tremia e ís concordando com ele que tinha de comer mais para ficar mais forte.

Não gostavas de ter uns braços assim fortes? Perguntou. Acenei que sim e ele disse: Vá. Senti aqui os meus músculos. E pegando nas minhas mãos colocou-as nos seus fortes braços e fazendo não sá desliza-las pelos seus braços como também apertá-los. A minha respiração ficou mais aceleradas ao tocar aqueles braços maravilhosos.

E ele continuava a passar as suas enormes mãos pelo meu corpo. Costas, braços e costas continuando a dizer que tinha de me alimentar melhor para ficar grande como ele.

E acrescentou: Já viste bem o meu peito como é grande? Já viste os músculos que tenho? Vá toca lá neles. E sem hesitar comecei a apalpar aquele robusto peito fazendo as minhas mãos percorrer os seus peitos e barriga. Sentia que a respiração dele também se alterava. Sentia o seu pinto crescer junto aos meus rins e ele enquanto passava as mãos pelo meu corpo mais me puxava para ele.

Depois meteu aos mãos dentro dos meus calções e agarrando o meu pirilau disse: Já está a ficar grande mas não vais querer um maior quando cresceres? E Acrescentou, um grande como o meu?

Acenei que sim com a cabeça enquanto as minhas mãos deslizavam por todo o seu corpo. Tremia de prazer. Aquele corpo forte e suado e o seu pinto encostado a mim me davam prazeres nunca experimentados.

A sua mão forte massajava o meu pirilau para a frente e para trás quando disse: Quando fores grande vais ter um pinto grande como o meu, não queres ver? Respondi que sim e ele então agarrou nas minhas mãos e colocou-as no pinto dele ainda dentro dos calções.

Era de facto uma grande rola de carne. Ao passar as mãos naquele instrumento comecei a senti-lo crescer ainda mais enquanto mais tremia todo eu.

Depois fez as minhas mãos deslizarem para dentro dos seus calções e disse: Isso brinca com ele que ele gosta.

Eu começava a estar no sétimo céu. E à medida que brincava com ele, ele saltou para fora dos calções e pode então admirar aquela beleza. Era de facto muito grande e grosso. Hoje sei que há muito maiores e mais grossos mas para mim e naquela altura era uma coisa enorme e muito grossa embora não estivesse na sua plena magnitude.

E ia masturbando-o lentamente. Ao puxar a pele toda para trás apareceu uma enorme cabeça mais parecia um cogumelo maravilhoso.

Colocou uma mão na minha nuca e disse: Vá dá-lhe um beijo. Chupa-o que ele vai adorar.

Com a ajuda daquela mão na minha nuca abaixei-me e tentei meter aquela enorme cabeça na minha boca. Não cabia. Disse-me então: Vá vai devagar que ela entra. E com gestos lentos empurrava a minha cabeça e boca para que eu enfiasse tudo. Ao princípio custou mas pouco a pouco a minha boca se ia abrindo e cada vez que mergulhava sentia que centímetros iam entrando até à minha garganta.

A respiração dele ia aumentando e sentia o seu corpo em convulsões.

A mão dele não parava de me empurrar embora lentamente enquanto as minhas seguravam na base daquela tora ajudando os movimentos de vai e vem.

Senti que não podia mais e vim-me na sua mão. A minha esporra era pouca e ainda muito aguada. Foi quando ele disse: Isso, Vem-te que é bom. Eu dou-te também já o meu leite.

Os meus lábios, a minha língua e as minhas mãos começaram então a sentir que aquele grande e gostoso bicho começava a latejar e as suas veias cresciam.

Primeiro foram gotas mas depois foi um jacto que inundou a minha boca. Tentei engolir mas me engasguei e muita daquela porra salgada escorreu para o meu pescoço.

E o bicho não parava de latejar. Todo eu tremia de prazer e gratidão. Era a primeira vez e era muito bom.

Depois puxou-me para si e disse: Bom, agora é melhor ires para casa e te lavares. Na práxima vez te ensino coisa melhores. Queres?

Acenei afirmativamente e sai.

Tinha sido o início.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erot.vizinho casado tirou minha virgindadeContos titio comendo a sobrinha bem novinhaconto o sarado e a gordinhacheiro calcinha mar massagem conyoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolacontos eu comi a minha sobrinhaconto herético gay iniciação com meu amigo nerddesabafo sou casada trai meu marido com eletricistachefe e demissao conto eroticoPeguei meu entiado masturbando com minha calcinha.conto erotico contosfudendo a morena gravida pono. patrato. vudedo. a. tiada. novaconto erotico comi minha avó de fio dentalconto erotico pegeui minha esposa me traindodepois de dar pro ricardao dei pro meu marido contoconto eróticos c afilhadaconto de cabeleiro comendo o cu do novinho sem penaconto erótico de tiazinha rabudaconto erótico gay tio me estuprou contos eroticos apanhandoMEU CORNOEU QUERO ESSA PICA TODA DENTRO DE MIM, SEM CAMISINHA QUERO SENTIR ELA GOZANDO BEM NO FUNDOconto vilma convence fred ser connocobto eróticos. chupei cu do meu maridoCONTOSPORNO.sapecacomtos eroticosgarotasMinha esposa deu a xoxota pra um mendingomeu filho meteu no meu cu ardeu muitocontis eroticos gay policial ChapadoVanessinha criando pelo na xaninhaEmpregadinha é virgem de cu e buceta conto eróticoboqueteira gaucha contominha esposa de shortinho na obra contoCasada narra conto dando o cucontos eroticos buceta arrombadachupei mas nao dei que pena contosdescobrindo que o primo gosta de rolaContos eróticos comi minha imagina sem camizinha e ela engravidoucontos eroticos menina de 07anos dando a xaninhaconto gay dopeicontos erótico comi minha amiga qusndo fui estudarconto erotico levei rola do meu amigogozando na boca da irma casada contocontos de cú por dinheirolalargado na bucetacu da irma madura contos fotos ilustraçoescontos eróticos com mamãecontos eroticos peluda fedidaCu arregaçado.com/sadomazoquismoSou casada mas bebi porro de outra cara contoszoofilia co caxorros das rolas mas grosas muducontos etoticos gordas maduras baixinhas 1,50 mtcaza do conto relato de mulheres que gostam di dà o rabomagrinho parrudo conto gaycontos de sexo com velhos babõescontos eroticos titio na praiacontos caseiros reais eu seduzir meu irmão no baile funkcontos: sentei no colo do velhoRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negroscontos mulheres que gostam de ser preenchido no cuzinhocontos pornos irmas naturistasDei meu cu pro meu tio pra ele se alegrarquero ver contos de fada tia dando a bundinha para sobrinhoSou gay e tranzei com um travest contos eroticoconto eroticos a buceta da minha esposa so cheirava porraconto fui comido por doisconto gay zoofilia com galinhaContos irma mais velhaporno mamei micreUfa de vídeo caseiro chupando a rola do namorado dentro do carroContos dando cu primeira vez no assaltoconto erotico cachorro grudado na mulhercantos eróticos estrupada na frente da família enovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegascontos eroticos mulher do pedagiocontoseroticos conversando com.a esposa.dl.amigocontos abusada pelo tiocontos esposa pai delamenina de calcinha pornoe chiorts curtosconto mulher conta que que dois predeiro comeu seu cuzinho a força Contos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primas balancando os pesEU TIRANDO FOTO MINHA BUNDA DE CALCINHA FETICHE OLHANDO ESPELHO MINH BUNDAvídeos de porno mulher gazando espirrando no caralho grande tremorviciei em dar o cu e virei transFesta da buceta em lagoa da pratanegrinha virgem sendo violentada pelos tios contos