Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

PERDI AS PREGAS DO CU

Click to Download this video!

Já fazia mais de seis meses que eu não chupava uma pica, quando, em uma viajem de final de semana, a minha queda por homens mais velhos e barrigudinhos me propiciou outra gostosa e dolorida aventura.

Parei em um pequeno hotel, no interior. Apás me acomodar no quarto, saí para conhecer a cidade. Ao retornar, já passando de 21h, qual não foi a minha surpresa ao encontrar na recepção um senhor calvo, gordinho (ou seria barrigudo?), muito simpático com sotaque de gringo.

Imediatamente lembrei do coroa grisalho. Ficamos conversando por algum tempo... tão logo ele percebeu as minhas intenções de sacanagem, o volume em suas calças aumentou. Depois de algum tempo, ele perguntou:

- Você quer dar uma olhada nele?

Meio desconcertado eu respondi:

- O que? olhar quem?

Segurando o cacete por cima da calça ele disse:

- Ora, tu sabe quem. Afinal não pára de olhar para ele.

Eu respondi com um olhar maroto:

- No meu ou no seu quarto?

Já em seu quarto, ele retirou o cinto e antes que tirasse a calça eu tomei a iniciativa de abaixar em sua frete e fazer aquilo, eu mesmo.

Ele sorriu, malicioso.

- Porque a pressa, nás temos a noite toda para foder?

- Não é pressa, é que eu sinto tesão em fazer isso.

No que ele respondeu:

- Sá não vai te assustar com o que encontrar ai dentro

Quando eu baixei sua cueca e aquela pica absurdamente grossa apareceu, eu dei um

sorriso e arregalei os olhos. Não sei se de felicidade ou medo. O caralho dele não era muito comprido, mas era grosso, muito grosso. E que cabeção, parecia a ponta de uma

lança. Estava excitado, já pingando aquele líquido de que eu tanto gosto.

Abria a boca e a coloquei todinha, e foi sá o que entrou, a cabechorra, para chupar e sorver aquele pirocão gostoso. Era uma pau muito duro e grosso, eu não conseguia fechar a mão ao redor dele.

Ele vai me rasgar se eu deixar ele me comer, pensei comigo, mas como não sentar nessa pirocona, pensei ao mesmo tempo. Vou passar a noite tentando mas vou dar para ele.

A chupeta não evoluiu, pois ele me pediu para tomarmos banho, onde rolou muita sacanagem, amasso, dedada, chupada... ele então me pediu uma coisa que me deu mais tesão ainda.

O gringo pegou um tubo de espuma de barba e disse:

- Me deixa depilar teu cuzinho, quero deixar ele bem liso. Como uma putinha.

Eu deixei, é claro.

Que sensação estranha, ficar com o cuzinho depilado, dá tesão. Vontade de ser possuído por um macho.

Fiquei de quatro sobre a cama e ele começou a me preparar, tinha experiência este gringo.

Deu uma lambidinha que arrancou arrepios de minha espinha, passou lubrificante (passei a levar comigo, pois nunca se sabe quando irei precisar), e começou a me dedar. Quando ele foi meter o polegar, ele o colocou em minha boca para que eu chupasse.

Eu sou uma cadelinha sem vergonha, pensei comigo.

- Hmm, ui que dedo grosso;

- Eram dois dedos agora, minha putinha. Disse ele, satisfeito.

Voltei a chupar aquele piroca gostosa, que estava toda melada. Fiz isso por alguns minutos.

Lambi o saco, chupei seus dedos (ele tinha tara por dedos). Me dedei para ver como tinha ficado.

Meu rabo estava todo melado, bem relaxado, resolvi sentar no tronco do "meu gringo".

Ele disse:

- vem sentar na tora do teu macho, vem ser impalado por esse cacetão.

Eu falei:

- Vou tentar sentar, mas se não conseguir, vou sá te dar uma chupada.

- Tu consegue sim, vai ficar tentando até eu te arregaçar todinha essa bunda. Depois que a cabeça entrar, o resto vai liso.

Ele segurou minha bundinha aberta, eu desci até encostar na pontinha. Era enorme. Sentei...

- aiiii, que dor. estou rasgando, aiii.

Levantei vendo estrelas, quase desmaiei.

O gringo piçudo, ficou me olhando, e sorrindo disse debochado:

- Eu disse que iria te arregaçar, vai devagar que nás temos a noite toda....

Fiquei sem jeito, meio sem saber o que fazer, mas já que estava ali, fui para o colo do

gringo novamente.

Fui sentando até o pau começar a pressionar meu cú, então parei e perguntei:

- O que você vai fazer comigo hoje?

- Tudo o que tu quiser, mas eu serei sempre o macho e vc a minha putinha;

- Tu vai me dar leitinho para tomar?

- Todo o que tu puder tirar;

- Humm, que gostoso, eu estou louquinho para sentir o gosto da tua porra

- Ela vai descer quentinha, pela tua garganta;

Forcei um pouco mais, rebolando para ajeitar a cabeçorra, em meu cuzinho ansioso.

- haaaiii, está queimando, aiii como é grosso...

Saltei fora novamente, mas logo estava com a ponta do cacete em meu rabinho novamente

Fiz isso várias vezes até que:

- Aaahhh, uummhhh eeennntttrooouuu a cabeça inteiraaaaa

Fiquei imável, sá experimentando a sensação de ser arregaçado, por livre e espontânea vontade.

- Como teu pau é grosso, está doendo.

- Rebola, deixa entrar um pouco mais. Falou o meu macho.

Eu rebolei e dei um pulinho, em seu colo.

- ahhhhg raaasgou meu cuzinhooooo..... vi estrelas de novo

Tentei sair mas ele não deixou, me segurou, e disse:

- Fica cravadinha ai, minha putinha. Não te mexe.

- Aiii, aiii, ta doendo, deixa eu sair, que eu voltou depois..., deixa...

Ele soltou e eu caí do lado, todo mole, o cuzinho latejando, ardendo, queimando...

Senti então os dedos dele, um pouco mais de lubrificante, e o gringo caralhudo se aninhando atrás de mim, dizendo:

- Agora vai ser de ladinho...

É agora que ele me arregaça, não vou ter como fugir, pensei.

Pedi para ele esperar um pouco, tirei a minha camisinha e passei todo aquele líquido que

tinha pingado de meu pau e passei no meu cuzinho.

Eu pedi:

- Põem devagaaaar aaiiiiii, uiuiui. Estava lá a cabeçorra dentro de mim..

- Agora eu não vou tirar. Disse ele.

- Vai deeevvaaaggaaar. Falei gaguejando, e abrindo a minha bundinha com as mãos.

Ele ficou assim algum tempo, eu fui me acostumando, relaxando, gostando daquele mastro enterrando em meu rabo.

Tomei a iniciativa e comecei a rebolar para entrar mais, para minha surpresa, agora doeu bem pouquinho, sá aquela dorzinha gostosa que da vontade de pedir mais....

Passei a rebolar e empurrar mais....

- Hummmm, ta gostoso, me come....

Ele começou a foder devagarzinho, um vai e vem gostoso....

- Está gostando, de ser fodido assim?

- Sim, está gostoso. Pode me foder. Me come. Me deixa bem abertinho.

- Vais ficar arregaçado, seu viadinho fdp.

- Isso, me xinga, que eu mereço.

O "meu macho" então, rolou por cima de mim e começou a bombar em um papai mamãe, que eu nem consigo falar, de tão gostoso.

Tentei empinar a bunda, mas não consegui, então me abri com as mãos, para receber aquele cacetão grosso.

Ele me agarrou forte, fodendo. Eu estava sendo muito bem comido novamente.

Dorzinha gostosa.

- Vai, come.

- Mete forte, mete.

- Hummm, mais, hummmm ui que bom...

- Que cacete gostoso...

Nisso ele parou, e pediu para eu ficar de quatro, dizendo:

- Adoro arrombar um cuzinho assim.

- Haammm, ai ai ui ui,

Ele entrou sem dá... e começou a bombar forte, e bombar, e meter...

- Isso, me come

- Assim eu gosto...forte

- Mete mais....aiii, assim, mete...

- Aiii isso, não para,

- Não para, assim....

- Não paaaraaaa, hahhh, to gozaaaannndoooooo

- Não paaraaa, hahhhh, to gozaaannndooooo

- Não paraa, ahhh hummmmm gozei gostossooooo

Amoleci, gozei gostoso, nossa que delicia.

Ele continuou bombando, eu arregaçado, meu cuzinho aberto, doído, ardido...

Trocamos de posição para eu poder me deliciar com meu leitinho, armazenado na camisinha.

Ele deu um largo sorriso, quando eu sentei no pirocão e olhando para ele, coloquei a

camisinha na boca.

- Você é muito franga, bem putinha, bem viadinho... engole tudinho, que logo vou te dar mais;

Que tesão, sentadinho naquele cacetão, minha porra gostosa na boca, este cheiro e gosto

inundando meu corpo.... mais uma vez...

Cavalguei o meu macho, e que cavalgada...

Ele me pediu então para deitar de costas com a cabeça para fora da cama. Ele ficou em pé e colocou a cabeçorra em minha boca, e gozou, gozou eu quase engasguei com tanto leite.

Sorvi tudinho, sem babar.

Olhamos no relágio, quase 1h... temos até amanhecer ....

huhuuuuu abri um sorriso......

[email protected]









VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos sou casada e trai o marido com negão africanoconto minha mulher gostosa da academia trepa com os personais e amigo,scomo eu faço pra apreparar minha buceta pra primeira relaçao sexualcontos eroticos nifeta d loja rjcontos eroticos algemada e sentindo um tesao e eles ainda me torturava mexendo na minha buceta dopando a tia bunduda contocontos eróticos passando o pau no cuzinhoconto peidei no pau do negaoContos eroticos ele sozinho na baladaConto erotico Gay gozei dentro do cuconto gay pai gaydando o cu no cine arouchecontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos observando os peitinhos da filhinhacontos eroticos um negro me arrombandoConto de muitos machos para uma puta depravadacontos sobrinha veio cuidar da sogracontos o pedreiro me fez mulherCanto erotico do travesti com menino10contos meu cu grandedezenhos de 11aninho pormocotos heroticos gay neguinho me comeuconto erotico Conto de um corno manso da Mãe e Filha IIConto eroticos zoofilia gays meu cao me traçou no meu quintaconto mega pau no ciu do cornoContos garotinho chorou na rola do pedreiroMuller casada quer jumento para me ter nelacontos de crossdresser me seduziuconto erotico minha vizinha fode com o marido e pra me procarvideos de porno aluno esxcitando o professorcontos eróticos assediada por minha amigaconto erótico "comeu meu marido "contos eroticos mae viuvacontos minha tia viuva sua amiguinhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos de mulheres casadas com travesti na camacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos de cú de madrinhaconto erotico eu meu marido e minha mae sexo no moteuporno travesti rosadinha menininhacontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocontos cachorro lambendo penis de homemmenina curiosa pega no meu pau contoscontos mulher da na frente dos filhoscontos eroticos- eu e minha namorada fomos trabalhar na fazendaConto erotico meu pai me cobiçandominha tia tava dormindo gozei nela contoscontos eroticos comendo a mulher do meu cunhadocontos eróticos é hoje que vou te fuder todaconto erotico sogra Alzheimerconto erotico real a casadinha santinhacontos eroticos 19cmcontos eroticosó policial coroapedindo para gozar contoscontos eroticos medicoporno conto irma conto curto de travesti com hermafroditelencol conto heterozoofilia ela casou com negao mais quando viu o tamanho do pau enorma dediu ajudaa maeCasada viajando contosIrma putinha Contos eroticoscontos eroticos incesto pai e filha fistingContos esposa eo caseiropeoes de rodeio batendo punheta escondidoconto erotico virei cadela barconto erotico minha esposa ficou impressionada com as rola na casa de swygMAE E FILHA E TIA EM SURUBA CONTOcontos eroticos velho da ruaconto erotico gay esconde escondeconto erotico eu esculto minha mae gemendo com meu padrasrocontos eroticos (homens que pagam as dividas com a mulher)conto erotico-engravidei do meu genroo namorado da minha mulher contosMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contoscontos vi meus pais transadoMeu namorado virou corno contos teenpono vitgen nãoa aguentiu epediu p paramdona florinda so ela dona florinda vaginaconto picante incesto gay discretamente passivo e ativos incesto gayMeus amihos estruparam minha mae contos eroticoscontos erótico de lesbianismocontos eroticos dei para o namorado de minha maemae e filho transa junto do marido e do cunhado vendo tv abaixar downloadsPorno cu pertAdo pagui umcontos eroticos de esfregando o pau na bunda da mamae dormindoTenho 60 anos e minha bunda ta se mais contosconto erotico masculino gay " ajuda que o padre queria"Contos eroticos corno submissoMãe mamando filho contoseroticoscontos eroticosproibidocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto erótico chupada do nada escondida mel sugar babarconto erotico gay meu afilhadocontos fui visita meus tios ba fazebda e torei minha priminha de doze anosas.gostosas.cimasturbando.duas.vesescomo o cheiro da maça contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casa