Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO NEGUINHA BUNDUDA BAIXINHA NO TREM

Click to this video!

Olá. Deixe-me fazer uma breve introdução neste meu primeiro conto.



Durante muitos anos fui Office-Boy e costumava pegar vários ônibus todos os dias. Isso me fez ficar craque na arte das encoxadas por muito tempo.



Infelizmente, esse tempo passou; mas não quer dizer que não continue encoxando ocasionalmente. Trabalho de roupa social todo dia, e costumo utilizar o transporte coletivo em São Paulo por conveniência e por prazer ;)



Outro dia, por exemplo, estava pegando o trem lotado, sem estar muito mal intencionado. Porém, o trem estava realmente lotado, e fiquei na parte que menos atrapalharia quem estivesse entrando: do lado da porta, mas não de frente para ela. Existe um pequeno espaço nesse local, onde estava eu e, do meu lado, uma mulher de jeans e virada de lado e de costas para mim. Eu e ela segurávamos no cano acima de nossas cabeças, e eventualmente ela dava alguns esbarrõezinhos com sua bunda em minha coxa.



Porém, no começo do corredor, quase do meu lado, estava uma neguinha meio gordinha, baixinha, com uma cara de poucos amigos, mas com uma barriguinha deliciosa que dava para ver o umbigo e uma bunda extremamente grande e redonda para sua altura (eu não sou alto, mas ela era mais baixa ainda!).



Fiquei secando demoradamente aquela barriguinha e aquela bundinha deliciosa, mas em nenhum momento saí do meu lugar inicial do trem. As pessoas é que iam passando para o corredor ou saindo dele.



A baixinha neguinha vestia uma pequena blusa aberta e um top, onde conseguia se ver sua barriguinha meio redonda com peitões bem generosos. Do lado de baixo, uma daquelas calças e moleton branca com figuras bem apertada. Uma delícia para encoxar, pois ela sente seu pênis se esfregando, e você sente a bunda dela, que no caso era um pouco mole mas com muita "sustância", do jeito que eu gosto.



Mas não tínhamos encostado um no outro ainda. Um senhor bem mais velho entrou em uma estação e resolveu encostar-se bem atrás da neguinha. Enquanto isso, flertava levemente com a outra mulher e sua bunda dentro do jeans.



Eis que entra mais uma mulher na jogada: uma negra de altura mediana e vestido alaranjado, que vai do ombro aos pés. Ela entra meio apressada naquela algazarra e eu deixo um pequeno espaço para que ela fique do meu lado. Ela vem com uma certa pressão e vai se colocando aos poucos na minha frente. Como eu já estava esfregando minha coxa em sua bunda, não grande, meio mole e que dava para ver o "meinho", ela foi cada vez mais ficando perto de mim, até que na práxima estação, que encheu mais ainda o trem, ela se agarrou no cano, ficando perto dele mas um pouco afastada, e eu fiquei bem atrás dela, já mirando meu pau bem no meio da bundinha dela.



Fique então esfregando e ajeitando meu pau atrás dela. Ele naquele dia estava mais virado pra direita, mas eu endireitei ele com uma mão e deixei bem de frente para o meio da bunda dela, pois minha posição estava bem "privativa" naquele trem, com ela sá pra mim, que, pelo jeito, estava gostando muito.



Então eu comecei a empurrar levemente para a frente e para trás, pros lados, no ritmo do trem, e ela foi levada junto comigo. Parecia que já estava estocando no meio daquela bunda que encaixada direitinho com minha altura.



Até que tive que dar licença para um monte de gente descer em uma estação intermediária. Isso fez com que eu fosse "espirrado" de volta do lado da negra mediana. Por outro lado, a neguinha baixinha já estava meio irritada com o velho atrás dela e se colocou na frente da negra de laranja, ficando com sua enorme bunda agora do lado do cano, quase onde eu estava.



Daí foi inevitável. Aos poucos parte da polpa de sua enorme bundinha foi se alojando do lado da minha coxa, e pelo jeito era exatamente isso que ela queria, pois estava indo cada vez mais ao meu encontro. Meu pau estava a riste, e ela em uma série de movimentos ajudados pelo trem, e eu, "indefeso" e sendo jogado do lado dela, encostei brevemente, mas deliciosamente, meu pau todo melado em volta de sua bunda reconda e deliciosa, molinha como eu pude constatar dando pequenas apertadas com a coxa.



A grande vantagem dessa vez foi que ela era bem baixinha, de forma que conseguiu passar de baixo do braço da negra de vestido, e se achegou mais perto de mim. Era uma neguinha bem safada, pois fingia que estava irritada com a situação, mas cada vez ia mais perto de mim.



Quando o trem saiu de uma estação e foi para a nossa, me inclinei e virei para o lado da porta. Ela fez a mesma coisa, quase se colocando na minha frente. Mas não foi dessa vez. Já estava extasiado e valeu a experiência, para quem não esperava nada naquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos gays casado dando o cu ma lua de melestoria porno a fantasia do meu marido e c cornoporno gay pai apostou cu para o vizinhovideornposscontos eróticos com vizinha viúvaPorno conto ponheta da casada buzcontos exoticos comi minh minha irma detalhReparei maquina de lavar para minha tia conto erodicocontos eroticos engravidei uma novinha faveladacontos eróticos dois garotos em dupla com novinha tenho namorada e fui arrombadoporno de marido bebedo em casa obricando a esposa a fazer sexo com eleconto emrabada casada nao pelo marido sim p amantecontos eróticos de empregadasEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porraminhaesposa numafesta-contos reaisabaxar video porno de coroas de 20 anosComtos casadas fodidas pelo filho e o sobrinhoGabriel de Jesus vídeo pornô de novinha virgemdando/o cabaço pro titio conto exitanteporno filadaputa faz devagar o teu pau é muito grande conto eróticos c afilhadacontos enrrabado na saunacontos eroticos de esposa fazendo o marido limpar sua bucwta goAdacontos eróticos eu minha irmã fizemos sexo com faxineiro do condomínio.eu pratico incesto e zoofilia desde pequenacontos eroticos pe de mesapeito bicodu sexcontos eroticos o escravo seduz a.minha patroaminha mae é a mulher do meus amigos contosconto erotico mae zangadabucetas no bairrofazendinhaporno meu marido me levou no swing so para ver outro gozar na minha bucetacomo supa a boceta ligada tonadoaos 60 anos dei a buceta pro menino de 15 contosContos podolatria empregadacontos novinhastravesti jhuly hillsa primeira f*** com travesticdzinha enrabada pir coroas contosContos minha irma e meu cunhado vieram passar uns dias conoscocomeu cu da coroade 30anosscontos minha mulher com um dotado mi fez chupa eleamiga da minha filha tezudinhacontoseroticos foi fuder no mato e foi comida por malandrossexe conto com foto enrAbei minha filia cravidaContos cunhada e sogra casada que adora dar a bundaconfesso transando com trêsContos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizavidio porno de marido trasando com a esposa em quanto ela faz ais coisas na continhacontos vizinha feiacontos eroticos incesto vovômeu cu e meu genrocontos meus dois amantescontos eroticos separou pra levar picacrossdresser conto eroticoContos eroticos : Aticei o porteiro e ele me pegou de jeitocontos porno mulhe de vaqueiroirma feiz sexo comigo eu gozei na boca delacontos dei minha buceta para o novinho pauzudo na pescariaMinha namorada deu a bucetacontos felipe comeu minha mulhrercontos eroticos de enteadaswww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhaandreia baixinha tranzando e tamirisconto de casada com descendente de japones que traiu com um bem dotadocontoseroticos.comAngélica se depilando no banheiro pornô dela pornô de Angélicaconto esposa viu amigo numeu namorado me fez de putaconto erótico somos meio nudistasContos eroticos filha rabudaconto escrito ese ano cavalono nua"ficava mexendo no pau"Contos eroticos seduzindo meu sobrinho com roupas provocantesalgus dono de escravos estrupavão escravasconto erótico maltrato minha mãeChiquinho chupando pintoeu e minha sobrinha no cine pirno contofotos de grandes pirozoesContos erroticos com fotos eu e minha loirinha e um negro 32cm parte 2enrabada na frente do meu marido/contoscontos eroticos meu padastro mim estropo no onibusContos eroticos namoradasconto ela deu e se fudeucontos eroticos paguei as dividas da minha funcionária noiva rabudacontos eroticos realizei meu sonho comi minha cunhada novinhacontos eróticos de bebados e drogados gaysamanda casamos grande cabeçudo contosporno policia agelma ou marido fode amulhercoxas grossas e b***** bem rosadinhacontos eróticos com mulher baixinhaContos erotico sogra fiu filha batendo punhetaconto erotico fodendo a michele