Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA HISTÓRIA

Click to Download this video!

Olá. Meu nome é Clayton e quero contar minha histária.

Tenho 43 anos, sou empresário e muito bem casado. Minha esposa é átima em todos sentidos, e estaria sendo injusto caso reclamasse de qualquer coisa entre nás. Casei-me muito novo, já que engravidei minha esposa quando eu tinha apenas 19 anos e ela 16, quando isso aconteceu não pensava em me casar, mas por imposição de família acabei aceitando, e não me arrependi depois por isso, pois passei a gostar muito dela.



Minha histária começou quando eu tinha 32 anos, minha filhinha tinha 19 aninhos e sempre fora muito agarrada comigo. Quando se é pai, não enxergamos o quanto nossos filhos crescem rápido e temos a imagem de que ainda são crianças pra gente. Sempre dei de tudo pra minha filha, tenho sorte em ser bem sucedido, e isso facilita muito as coisas entre família. Minha filha era loirinha (puxou a mãe, sou moreno claro de cabelos pretos) e muito mimada, sempre fui pai coruja, que frequentava festas na escolinha, levava de carro na escola, fazia festas caríssimas de aniversário, etc... Sempre tive uma aproximação muito grande dela, todo dia, ela sentava em meu colo pra assistir tv comigo, não raro de calcinha já que entre pai e filha não existe interesse (era o que eu pensava)...



Certa vez minha esposa precisou ir à Campos de Jordão à trabalho. Como sou dono da empresa que trabalho, não me preocupei como a Thaisinha ficaria em casa sem a mãe. Temos uma empregada mas que apenas vem, faz o trabalho e vai embora, o problema é como a Thaisinha dormiria sozinha pois, mesmo com 19 anos ainda era muito infantil e tinhamos medo de deixá-la sozinha a noite (ela também tinha medo)... Então resolvi ficar em casa até que minha esposa retornasse do trabalho.



Pois bem, chegada a noite, minha filha já estava em sua cama, fui pro meu quarto e como de costume coloquei alguns filmes pornõ pra assistir, ali ficava me masturbando para aguentar a falta de minha esposa, de repente escuto minha princesinha gritar meu nome: Papai!

Coloquei meu cacete correndo dentro da cueca e fui ver o que havia...

Estou sem sono! Disse Thaisinha, vestindo apenas uma calcinha...

Pensei em pedir à ela que colocasse um pijama mas fiquei sem graça pois sempre ela ficava daquele jeito perto de mim... Perguntei a ela o que queria e ela disse que queria assistir tv junto comigo. Não me importei e fui pro quarto dela acompanhà-la à tv...



Chegando lá deitei-me (estava de pijama) e ela deitou-se em minha frente. Como relatei ela estava sá de calcinha, e sem soutien... Fiquei apenas deitado esperando que ela dormisse logo para que eu pudesse voltar ao meu quarto e terminar a punheta que havia começado, eis que ela pega meu braço e a envolve. Creio que isso seja inocência, não havia nenhum tipo de pensamento pecaminoso na cabecinha dela, mas senti algo que nunca havia imaginado sentir antes... Estava deitado por trás dela, e meu penis ficou ereto instantaneamente logo que ela encostou sua bundinha nele. Sua calcinha era de criança, com desenho de bichinhos... Fiquei totalmente desconcertado, mas com medo de me afastar e despertar nela o sentimento de que eu poderia estar rejeitando-a. Fiquei quieto e abraçado com ela, mas meu penis estava latejando em detrimento de sua bundinha macia... Meu braço envolto nela tocava seus seios de meninota sem querer e fazia daquele momento um tesão louco, inimaginável...



Tentei fugir mas fui covarde... Pensei em tentar dormir mas instintivamente meu penis parecia agir por contra prápria... comecei a esfregar naquele bumbum macio e gostoso de criança e minhas mãos pareciam ter vida prápria... Quando dei por mim já estava esfregando com força, minhas mãos já estavam apertando aqueles seis lindo de menina e minha boca tocando seu pescocinho cheiroso... A respiração de minha filinha estava ofegante, e vi que estava correspondendo a tudo aquilo. Milhares de coisas passaram em minha cabeça, mas o instinto animalesco de homem foi mais forte...



Não houve diálogo, virei-a e já mandei um beijo ardente naquela boquinha maravilhosa... Ela me beijou com aquele jeitinho de criança, seguindo totalmente seus instintos de garotinha moça e começamos a nos esfregar como dois amantes loucos e sem razão.

Comecei a chupar seus peitinhos durinhos como maçâs e a sensação era maravilhosa... ela sussurava, suava, gemia muito alto... Desci e logo avistei aquela calcinha com figuras de bichinhos e tirei... Logo avistei aquela bucetinha linda, com poucos cabelinhos, cheirando à talco, à ingenuidade... Já estava completamente molhada pelos afagos e meti minha boca chupando toda sua estrutura... Minha princesinha já não gemia mais, ela berrada de prazer... Virei-a e comecei a chupar seu cuzinho lindinho, que delícia...



Ranquei meu cacete e coloquei na portinha da bucetinha com medo de machucá-la, comecei a beijá-la ardentemente enquanto meu penis entrava cuidadosamente em sua bucetinha virgem e deliciosa... O tesão da minha princesa era tanto, que mesmo virgem não demorou até que meu membro rompesse aquele himem encharcado... Comeceia socar devagar e ela gritava, berrava enquanto eu sentia o maior tesão do mundo...



Tirei meu pau quando notei que ia gozar... Nesse momento já havia notado que sua respiração já havia se contido e ela estava totalmente relaxada, já havia gozado... Abracei-a e ficamos mudos por muito tempo, apenas nos recuperando daquele exercicio, ela pegou no sono e fui pro meu quarto analisar o que eu havia feito.



Confesso que achei que fosse me arrepender, mas não foi o que ocorreu. Minha duvida era somente como falar com ela no dia seguinte sobre o ocorrido e como ela reagiria a respeito de tudo. No dia seguinte fiquei esperando ela acordar... Ela acordou, foi ao banheiro tomar banho, e depois foi à cozinha tomar café. Fui até lá com receio de que ela pudesse estar traumatizada ou algo do tipo, mas quando cheguei perto ela agiu naturalmente, com sorriso no rosto me disse: Bom dia papai!



Fiquei aliviado. Minha esposa chegaria 3 dias depois, tempo mais que suficiente pra gente dormir as outras 2 noites restantes juntinhos e fazer amor... Hoje tenho 43 anos, já se passaram 19 anos; ela está casada com um engenheiro e sempre que vem à minha casa quando seu marido está viajando ou minha esposa ainda transamos... Essa é minha histária.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos minha esposa me ligou pedindo roupa limpa porque a dela estava toda gozadahistorias eróticas novinha mamando no amigo de papaicontos eroticos de faxineiras coroas safadasFoderam gente contos tennschantagem com irma contosso conto erotico de mendigoscontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgemcontos minha esposa eu e mais 2 travestisvizinha abrindo a cortina contosconto erotico d menino dando a bj da por uma apostaContos erotiicos traindo mo resguardoconto erótconto lesbicsrelatoeroticocasadaconto eróticos c afilhadacontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balatempo minha filha gostosa e g************* do c* dela contos eróticosenso botar po para mulher do corno contosEcoSport motel e transa com minha sograconto esposa sem querertransa gostosaassistisafado dorme com sua irmã e após se enroscar em grandãocontos eroticos tenho 23 cmconto érotico noiva chora pau genroso contos de gay sendo aronbado por varios machos cache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html www.xvideovirei/putaeu meu caseiro e minha filha e suas amigas contosconto erotico gravida carentecontos eroticos sexo com minha empregada de vestido curtinhodedo de tio safado fudendo buceta de novinha pornodoidoapornô doido irmão f****** irmã fortemente com pau bem grandãoconto erotico prima francinicontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casayahoo contos erótico incesto depois que casei meu pai virou me amanteCasada viajando contosContos picantes de rapidinha no acampamento (traição)fiquei excitada e dei para um mendigoPiroca de 25cm - conto eroticocontos eróticos meu sobrinho me chupoucontos dei a xana pro caseiroincesto conto dia de trovoadameteno grandes obigetos redondo na buçetacontos espiando o sobrinho dotadocontos enventei um sequestro ora comer minha maevagabunda estuprada contos.eroticoscontos erótico so na bundinhacontos eroticos minha sobrinha adorava mamar minha picaconto eerotico prque minha irma resolveu me darconto sonho de ser puta por um diaContos eroticos peitudaglore hole casado pegando gay contosNovinha desmaia de tanto gosa conto eroticocontos de menino bem novinho usando calcinhacontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão verconto da sogra da buceta grande e putafui comer acabei dandocontos eróticos eu inocente meu vizinho me pegou no flagra transandowww.xconto.com/encestocunhado e cunhada matando otezao que tinha um do outroContos erotico sogra fiu filha batendo punhetaa posição cavalgada pode machucar o útero.?'contos eroticos primeira vez de coroa rabuda de cornosoofilia.quando meu marido viagouparticipei de uma suruba contoscontos eroticos - comi e caseiMeu namorado virou corno contos teenpornô brasileiro fui trabalhar na casa da minha tia e comi minha prima de baby dollconto minha mulher cheia de porraNegão Da Picona Na Africa Contos Eroticoscoroa safada finger q ta dormindo e tomar rola no cumullber mostrando cabasinhoconto erotico arrombei o travesti do baile funkContos eroticos danadinha colo do velhocontos eróticos violaçãocontos eróticos punheta assistindo esposaCamila minha enteada Tirei o c***** dela bem gostosocontos eróticos aquele caracontos eroticos boleia€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€€muleres sendo chupadad e godando pelos homes com gritoscabelos lisos ate na bunda de dar invejacontos de meninos putinhosconto erotico o viadinho de calcinha no asiloMinha sobrinha pediu para eu dar um shortinho de lycra pa ela usa sem calsinha para mim contosfotos da minha mulher gulosafui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticocontos de incestos posando na sogracontos esposa do clientecontos eroticos gays negroseu confesso caso de incestoContos namorada e o velhoconto chupei a bucetinha da minha sobrinha de sete anos que ficava na minha casa