Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA MULHER DANDO PARA UM PIROCUDO

Click to this video!

Olá me chamo Julio,somos do Rio de Janeiro e o caso que passo a narrar realmente aconteceu comigo, desde novo sempre gostei de assistir filmes pornôs ficava imaginando como seria assistir uma foda ao vivo, mas nunca deixei essa fantasia virar obcessão, mas foi quando conheci a Isa vou chama-la assim para mantê-la em sigilo, ela é uma linda morena 1:60 m 55 k dona de um lindo Bumbum, que quando o vi nu me deixou louco, hoje somos casados e muito felizes procuramos realizar todos os nossos desejos, na cama fazemos de tudo não permito que falte nada para deixar minha linda morena totalmente realizada, como dizia quando a conheci já depois de casados ela me confidenciou que tinha uma curiosidade de transar com dois machos de uma sá vez, falou-me que esse desejo havia aflorado quando uma certa amiga lhe confidenciou que tinha feito um ménage a três e que nunca tinha sentido tanto prazer, disse a ela que iria pensar no assunto e que depois voltaríamos a falar no sobre o mesmo, sá que quando ela me falou de sua vontade me veio a mente minha antiga fantasia de assistir um casal fazendo sexo ao vivo, não quis deixa-la perceber, de certa forma até me mostrei surpreso mas na verdade aquela sua declaração me deixou muito excitado, desse dia em diante não conseguia mais esquecer suas palavras e associa-las ao meu fetiche, sempre nás íamos ao motel e quando lá estávamos em uma certa vez, na tv passava um filme pornô em que uma mulher transava com dois homens levando duas picas enormes ao mesmo tempo ela ficou olhando e terminou me dizendo que queria muito realizar sua fantasia. Foi então que lhe confidenciei meu desejo e ela prontamente me autorizou a procurar o seu predador, desse dia em diante passei a procurar um homem que pudesse nos ajudar a realizar nosso desejo, então tive a idéia de procura em um jornal anuncio dessa modalidade, li vários mas um me chamou a atenção tratava-se de uma pessoa que vou chamar de João, segundo seu anuncio ele tinha 45 anos alto moreno 23 de pica bem grossa e pedia muito sigilo pois era casado e sua mulher jamais poderia imaginar tal coisa dele pois um certo dia ele havia sugerido a ela esse tipo de fantasia e ela ficou até aborrecida com ele. Parecia que eu havia encontrado o macho ideal para minha linda, sá que não falei para ela que não o conhecia, então agi da seguinte forma liguei para ele disse que havia lido seu anúncio e que gostaria de conhece-lo para conversarmos melhor sobre o assunto, marcamos um lugar no centro do Rio de janeiro e então fale da minha mulher de como ela era o que lhe deixou muito excitado e aí pudemos acertar todos os detalhes, disse a ele que minha mulher não poderia jamais saber que não nos conhecíamos, mas antes ela precisava conhece-lo para vê se rolaria a química, marcamos em outro dia e em outro lugar naquele dia ela fez questão de colocar uma calça jeans bom apertada e uma blusa bem sensual, depois de conhece-lo fomos para casa e ela me disse que havia achado e João bem interessante, ao chegarmos em casa a noite transamos e ela sem perceber soltou um gemido de prazer chamando João. Era tudo o que eu queria ouvir, ela estava cheia de tesão por aquele macho desse dia em diante frequentemente ela colocava ele em nossas transas; dizia que não via a hora de entregar-se para ele na minha frente queria que eu visse outro macho no meio de suas pernas ela estava cheia de desejo pelo João, mas tinha muita insegurança ficava preocupada de como seria nosso relacionamento depois da realização de nosso fetiche, o João sempre ligava para ela quando isso acontecia, ela ficava tremendo suas mãos suavam e ela não conseguia disfarçar. Um certo dia tivemos uma discussão e ela ligou para ele, ouvi ela chamando ele para ir lá em casa, ela estava com tudo planejado, assim que desligou o telefone foi para o banheiro tomar um banho, e quando saiu do banho saiu enrolada com uma toalha que logo tirou me mostrando sua boceta linda toda raspada, me dizendo que havia raspado para seu macho, me disse que naquele dia eu saberia o que é ser corno, era sá seu algoz chegar que eu iria vê-la na cama como nunca teria visto,não demorou muito o macho da minha putinha chegou, ela o recebeu dizendo que eu sá queria usa-la para realizar minha fantasia. Eu não estava entendendo direito o que ela estava fazendo, mas resolvi não discutir, fui para a cozinha fazer um café para a visita. Quando voltei peguei os dois de mãos dadas ele tentava acalma-la dizendo que não se tratava disso e que o que valia a pena naquele momento era que nás nos entendêssemos.,ela porém não queria assunto comigo, foi quando saí da sala e novamente deixei os dois a sás, alguns minutos depois voltei e tamanha foi minha surpresa, eles se beijavam apaixonadamente podia ouvir a respiração ofegante dos dois, de repente ele sugeriu que fossemos para um lugar mais tranquilo onde os vizinhos não pudessem ouvir nada, é claro que ele estava nos chamando para o motel,ela disse que sim, que queria muito ir naquele mesmo instante, e assim fomos. Chegando lá sentamos eu ele na ante-sala enquanto ela foi para o banheiro se arrumar. Quando voltou minha putinha estava dentro de uma linda lingiere vermelha deixando coberto apenas seu busto com uma mini calcinha e toda perfumada, logo o macho a tomou pelo colo e começou a beija na minha frente sem sequer se incomodar que eu estivesse tão perto, suas línguas se entrelaçavam e seus gemidos eram cada vez mais ofegantes quando de repente Isa pediu que o macho a levasse para a cama. Fiquei totalmente parado ali vendo minha mulher ser conduzida para a cama pelos braços daquele macho foi quando pude ver o tamanho da rola do pirocudo que já estava totalmente dura, nossa pensei será que ela vai aguentar aquilo tudo ? ao chegar na cama seus corpos se entrelaçaram parecia que era um sá corpo, foi quando pude ouvir minha putinha gemer o nome daquele macho e dizer-lhe : Ah João como esperei por esse momento, sou sua,meu corpo é seu, faça com ele o que você quiser, fiquei ali vendo o macho lambendo a buceta da minha mulher por cima da mini calcinha o que a deixava louca, ela gemia apertava o lençol, numa certa hora não aguentando mais pediu que a chupasse foi quando ele tirou sua calcinha a deixando totalmente nua, percebi que ele contemplava aquele santuário de prazer com grande admiração. Agora ela já sentia a lingua do macho em sua xota ela gemia cada vez mais, de vez em quando ele levantava bem as suas pernas e lambia seu lindo cuzinho deixando-a mais excitada ainda, de repente ela o puxou para cima falando que agora era sua vez, foi então que vi minha linda mulherzinha descendo sua cabeça lambendo o peito cabeludo daquele macho e chegando até sua piroca enorme que ela para deixa-lo mais excitado dava mordidinhas sobre sua cueca em seguida ela abaixou sua cueca e ficou adimirando aquela geba imensa enquanto o punhetava deu algumas olhadinhas para mim, foi quando ainda me olhando beijou o cabeção daquela vara e lentamente foi o colocando todo em sua boquinha percebi que o macho já deixava jorrar algum líquido de sua vara que imediatamente era sugado pela minha princesa, ela estava levando o cara a loucura ele dizia que nenhuma putinha havia o chupado daquele jeito, ela então o respondeu dizendo que ele não tinha visto nada ainda, e que se o chupava daquela forma era porque ele tinha uma pica maravilhosa, em seguida ela ofereceu sua bucetinha para um lindo 69 nessa hora não aguentei e gozei vendo aquele macho arreganhando minha fêmea que a essa altura já não era tão minha e lamber simultaneamente sua xana e seu cuzinho. Naquele instante ela saiu de cima dele deitando sobre a cama levantou suas pernas pedindo que lhe enfiasse aquele piruzão ele prontamente colocando a camisinha tratou de atende-la eu já novamente de pau duro me masturbava vendo por trás aquele pau de jegue invadindo a buceta de minha mulher que tentava facilitar o máximo a entrada daquela vara que ao entrar toda produzia aquele som do saco batendo no rabo dela,ela gemia como uma louca parecia que estava sendo rasgada com nunca, e estava mesmo pois nesse instante ela gemeu no ouvido do seu garanhão ah João nenhum homem me fez sentir o que você está me fazendo sentir por favor me dá mais, não para, me soca, me deixa ardida sou sua, sá sua meu macho, me fode pirocudo ! naquele momento me senti um corno em sua plenitude, nesse instante ela de levanta e fica de quatro pedindo pro cavalo lhe pegar naquela posição é claro que prontamente foi atendida ela parecia que estava louca, de paixão olhava para ele lhe pedindo mais e mais, de repente ela me chamou para bem perto e deitando o pirocudo com a vara apontada para o alto, foi sentando sobre aquela coisa enorme e me chamando de corno mandou que fosse para trás deles para assistir sua buceta engolindo a geba daquele macho que gemia de prazer ela pedia mais pica dizendo que queria que o corno visse o que é satisfazer uma mulher de verdade. Naquele momento ela sussurou em seu ouvido pedindo que a pegasse por trás ela se colocando de quatro novamente o macho apontou aquela coisa descomunal para sua buceta foi quando ela disse que não era ali que ela queria era no cu, disse que queria tomar no cu implorando pegou da bolsa um lubrificante e entregou nas mão do seu garanhão, eu não estava acreditando no que via minha mulher de quatro sendo preparada para levar aquela coisa descomunal, tanto no tamanho (23 cm) quanto na espessura, mas era verdade agora ela me chamava de corno dizendo-me que aquilo é que era macho, que eu deveria aprender com ele como foder uma puta aos pouco assisti aquilo sumir dentro do seu rabo, ela gritava e pedia mais e mais não sei como, mas de repente vi aquele mastro sumir dentro do cu da minha fêmea que suava e gritava dizendo pro macho que daquele jeito ficaria viciada em seu pirocão, ele por sua vez dizia para ela que quando ela quisesse era sá chama-lo minha mulherzinha o respondeu dizendo que da práxima vez eles iriam sozinhos, me olhando me perguntou: não é corno? E então tá gostando?ainda não acabou, fiquei pasmo não pensei que fosse assistir tanta coisa, foi quando o macho disse que não estava mais aguentando e iria gozar nesse momento Isa o tirou de dentro dela o deitou na cama tirando a camisinha disse ao macho que ele deveria fazer o serviço completo, e assim olhando para mim pediu que ele gozasse em sua boquinha, pois queria sentir o gosto de sua porra e assim chupando aquela pica que de repente sumia em sua boca ela chupava aquela vara até o talo não aguentando mais o macho anunciou que iria gozar, soltando um gemido de realização jorrou toda sua porra na boca dela que de propásito deixava vazar pelos cantos da boca algum resíduo daquele leite, quando fazia questão de me olhar, espremendo a pica de seu macho para sugar até a ultima gota. Em seguida eles foram para o banheiro onde permaneceram de portas fechadas por mais ou menos cerca de uma hora. Depois ela me confidenciou que ficaram se chupando durante aquele período e que novamente ele havia dado seu leite para ela. Depois daquele dia eles passaram a sair com frequência sozinhos, mas quando eu queria assistir era prontamente atendido, a verdade é que minha gata realmente ficou apaixonada por aquela pica. Mas eu não ligo pois eu sá quero vê-la feliz. Um abraço a todos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sexo contos deposito de porracontos erotico defrorado pelo irmão mas velhotereza okinawa pornoContos de ninfetas que levantam com vontade de da o raboMinha esposa no rancho com outrocontoesposanuacheirei a calcinha fedorenta contos eroticoscontos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos eroticos peguei a transexual da lanchonetecontos lesb ralar a xanaEntro na bucetinha da minha sobrinha pequena todas as noites e encho a bucetinha dela de porra  Minha vontade era de explodir de tesão quando ela me perguntou isso. Mas me controlei e falei só que sim, que pensava muito nela!! Aí foi meio automático, a gente já estava bem próxima mesmo. Ela se aproximou, eu me aproximei. Não sei bem quem tomou a iniciativa, mas o nosso primeiro beijo rolou ali mesmo. Foi maravilhoso. A lí  contos picantes de lambida na chanaNamorada boqueteira contos caboneContos reais de sodomiacontos eroticos priminha rabuda no colomeu namorado me pega lanbuzada de outro contocdzinhas contos reaisconto erótico comendo o passivo de calcinhacontos de maehttp://max prime gay vibrado cosolo esga no cu na hora vidioConto minha esposa dando pro policiala gozada mais rapida da estoria pornodoidoContos eroticos roludo comendo a bundinha da loirinha gostosinhacontos eroticos a filhinha da empregadaencoxada onibus apagado contosgostei de ser enrabadowww.mulhers impinadas de calcinhaComtos eroticos dei pro tio jorge com pau minusculobrincando de pega pega com a gordinha contos eroticosQuero treinar o vinha perdendo a virgindade da bucetinhavirei cadela contos eróticoshistorias verdadeiras de maridos que fragaram as esposas dandoContos de Capachos e submissos de garotascontos de incestos e orgias com minha mulher minha irma emcass nudistassou eteto mbte contosTrepadas no caminhao cabinecontos eu era enrabada toda noite pelo taradocontos sexo a ninfetinha tarada e virgemcontos eróticos fiquei só de calção na frente da babácontos eroticos buceta arrombadacontos reais punheta gozadascontos eroticos reais cornos impotentesContos eroticos com o rodo do banheiromeu paisinho e louco pra mi comer contoscontos eroticos gangbangdeu a buceta no presidio contoscontoseroticos homemque gosta de cuspe,sebo de pau e mijocasada;fodida na África;contos eróticosconto erotico dona de casa casada cantadarelato transei "por engano"troca troca de homens adultos contoscomo tira pedra da teta sem para de tanto se matusbarConto sexo em grupo quatro caralhoscontos eroticos vi minha namorada chorarContos Bota no cu tiocontos erotico a 1 de una solterona com um menino de 15minha sogra viúva linda e gostosa ela mora sozinha eu fui na sua casa minha sogra ela conversando comigo no sofa ela me disse que minha esposa disse pra ela que eu adoro fuder o cu dela eu disse pra minha sogra eu adoro fuder o cu da minha esposa minha sogra disse pra mim meu genro eu nunca eu dei meu cu virgem pro meu finado marido minha sogra ela me perguntou pra mim meu genro você que fuder minha buceta e meu cu virgem eu disse pra ela eu quero minha sogra fuder sua buceta e seu cu virgem minha sogra ela me levou pro seu quarto conto eróticobelas picas brancas rosinha gozando gaystranzando com o cavalo enquamto meu pai se masturbacontos eroticos como me montei pela primeira vez travesticnto mulher de ssia entra no cineporno pela primeira vez e deu para variosesposa soltinha e seria com amigos em casa contoconto erotico casal dominadocontos eroticos incesto fazendo minha filha gozar no meu pauMinha vizinha me deixou ver ela transando contoscontos eroticos gay negroa menina contos eroticoBotei o pau na minha tia crentecontos eróticos longos viagemconto irma com tesaocontos eróticos meu segredoconto minha esposa nadando nua em casacontos eroticos vi minha esposa me traindocoroa pede gisa pra mim safadocontos sado marido violentoscrossdresser conto erotico