Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

INICIANDO NO SEXO

Click to this video!

Oi meu nome é GFGR, tenho 42 anos 1,90m e hj estou acima do peso.

Minha iniciação sexual começou cedo c aproximadamente 5 anos já brincava com minhas primas ambas com nome de Marcia, elas espiavam os pais transando e quando estávamos sozinhos ficávamos fazendo igual ou que elas tinham visto.

Botava meu penis na vagina e bunda delas (sem enfiar) pois nem ficava duro era sá pra encostar. Com 19 anos foi trabalhar lá em casa uma empregadinha muito fogosa sá andava de vestido bem curtinho e adorava deixar eu ficar sarando na bundinha dela por trás e quando estávamos sozinhos no quarto dela eu podia mamar a vontade nos peitinhos bem durinhos e rosados que ela ela dizia q nem o namorado ela deixava.

Já com 19 anos e com um penis de 18cm já no ponto de fude foi trabalhar lá em cãs pra ajudar a Marlene (empregadinha) uma senhora com 3 filhos de aproximadamente 40 anos q logo que pegou eu tentando meter na Marlene pois até então eu sá podia mamar e ficar passando a rola na calcinha pois ela era virgem e sá quando casar é q ia dexar o marido comer a bucetinha.

D. Val na hora ñ falou nada sá disse rapaz se sua mãe te pega? Eu com medo de dar merda sai rápido pra casa pois os quartos dos empregados era do lado de fora da casa.

Quando entro em casa minha mãe e avá estão prontas pra sair me deixando em casa sozinho com a Maria (criou minha mãe e primos dela, q logo depois ficou sendo minha quebra galho), Marlene e D. Val. Eu dei um tempo e fui lá nos quartos de empregados, foi quando escutei a D. Val falar com a Jessica q se eu fosse mais velho ela mesmo deixa eu meter nela pois o penis do marido era pequeno e o meu era maior q o dele e por ele viver bebendo as vezes passava de 19 dias sem rola.

Eu fiquei louco pra comer D. Val q corri em casa e troquei de calção colocando um mais folgado sem cueca. Quando voltei escutei barulho de chuveiro e pensei q Marlene estivesse tomando banho pois ela saia sempre as 16:00 pois morava com os avás e tinha que chegar cedo em casa pra ajudar.

Entrei no quarto de sopetão e peguei a Marlene sem roupa já se arrumando pra sair, quando vi aquela coisinha mais linda nua com a bunda virada pra mim ñ resisti e fui logo encostando a rola dura na sua bunda ela sá disse vc tá doido D. Val tá no banheiro e vai já volta eu louco pra meter na minha primeira bucetinha de verdade fui logo pegando nos peito dela e beijando seu pescoço, ela resistiu mais acabou deixando eu ficar pinando e pegando nos seus peitos; num ato de puro tesão abaixei uma das mãos e peguei naquela xoxotinha linda e toda melada pois ela tava gostando, vendo q ela ñ estava mais resistindo fui levando ela pra cama e já colocando ela de 4, pra poder chupar sua xoxotinha q no começo ela disse ñ mais de tando eu passar o dedo na sua xoxotinha acabou cedendo eu dei minha 1ª lambida na buceta o que fez ela dar um gemido bem suave e com som de quero mais e ñ tive duvidas comecei a xupar e houvir ela disser q nem o namorado fazia isso com ela, q tava muito bom q eu era um menino muito gostoso e safado.

Foi quando já sentindo ela contrair os lábios vaginais gozando eu arriei o calção e coloquei meu pau na portinha do céu e comecei a enfiar pois ela disse um ñ sem muita vontade, D. Val entra no quarto e pega a gente trepando e fala, menina vc ñ é noiva?

Marlene deu um pulo da cama e começou a se vestir eu fique com a rola dura entre as 2 sem saber o que fazer foi quando Marlene disse vc devia era brincar com ela (D. Val) pois o marido ñ da muita atenção pra ela e saiu do quarto rápido pois estava atrasada.

Eu quando vi D. Val estava enrolada na toalha olhando pra minha rola q tava dura e apontada pra ela. A assim q ela notou q eu estava olhando pra ela foi até a porta e mandou eu sair dizendo q iria contar tudo pra minha mãe se eu ñ sair.

Com muito TESÃO e louco pra trepar agarrei ela por tars e tirei a toalha ela começou a reclamar dizendo q era casada e iria falar pra minha mãe, fuilogo fazendo o mesmo q tinha feito com Marlene e deu certo peguie num peito e a outra mão foi direto pra buceta q tava bem xerosinha como pude comprovar quando lasmbi os dedos melados da sua xoxota.

Ela disse q menino mais danado esse me deixou com vontade de trepar, dês da hora q vi vc de sacanagem c a Marlene; falou vem meu garoto gostoso vem q vou te ensinar a trepar gostoso numa buceta tarada por rola.

Ela me levou pra cama e mandou subir por cima dela ajeitando a cabeça da rola na entrada da bucetinha e mandou eu mete bem devagar, pois ñ estava acostumada com rola maior q a do marido; eu fiz do jeito q ela mandou coloquei bem lentamente pra ver e ouvir ela gemendo a medida que a rola ia sumindo dentro da buceta toda melada e quentinha, hj sei q parecia uma xoxotinha pouco usada.

Quando meu pau entrou todo, ela disse vai menino mete com força pois já tá todo dentro e eu quero gozar gostoso nessa rola nova e gostosa, num vai e vem louco pois era minha 1ª penetração, gozei rápido antes dela mais não parei tinha tesão d+ na época fui tirando e botando chupando ora os peitos ora sua boca pois queria era meter sem parar pra matar a vontade de fude numa buceta que até então era sá sarro.

Foi quando ela disse ñ para meu menino gostoso q vou gozaaa, na sua rola e foi se contorcendo e falando mais, mais, não para cachorro safado come vai mata essa coceira que tem dentro da minha buceta que eu vou te ensinar tudo na cama e gozou dizendo que eu ia ser de agora em diante seu amante e comeria ela todos os dias.

Assim que parei de mete nela houvi minha mãe chamando a Maria pra ajudar nas compras e me chamando Tb. Vesti o calção e quando estava saindo do quarto, D. Val me chamou, deu um bjo na minha boca e disse que ñ queria mais me ver atrás da Marlene pois eu era agora sá dela.

É claro que eu disse que ñ iria atrás da Marlene, mais ñ ia perde a oprtunidade de botar em pratica tudo que D. Val iria me ensinar na cama.

Depois conto como comi a Marlene e outras aventuras que tive em relação a sexo.

Um Abraço.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


sardentinhas ninfetasconto erotico fodendo a michelegritando e pedindo pra nao botar pois doi pra nao perde o cabacoContos gay pinto pequenoconto incesto gay peludofunkeira gemendo eqc cconto erotico comvidando visinha pra fuderconto gerou comer a sograContos enfiei o dedo no cu do meu marido ma frente do meu amantepornodoido provando da minha melhor amiga continuaçãocontos eroticos abuso policial martaeu meu caseiro e minha filha e suas amigas contoscontossexo minha mulher negro pausudomae e filha com vibrador na buceta contos eroticosconto novinha gravida do tioconto mulher conta que que dois predeiro comeu seu cuzinho a força Conto erotico gostosao fas cuceta gay calcinhaconto erotico sentado no colo baicha saiacontos ganhei uma massagem e fiz um boquetemeu amigo chantagia minha mãe. conto eroticocontos filha pequenacontos eroticos promessacontos amiga faculdade nudismoContos eroticos tia morado na minha casabrincando na portinhada bucetaConto erotico negao casada loiraconto gay meu primeiro cuchupando rola ate goza e dando a bucetacontos eroticoszoofilia garota de programa asustada com pauza do cavalo boneiconto erotico encoxada vizinhominha filha camila contos eroticoscontos eroticos enquanto eu como o cusinho da minha ex minha atual mulher chupa a bucetinha preta delagostosa banco da bike shortinhoconto erótico da mulher q pedia pizzaconto erotico com filhinhacontos perdendo a virgindade num incestocontos eroticos fio dendal da esposa com tesaocontos forçada a ser a puta da empresamulheres peitudas contos eroticosconto erotico perdendo a virgidade com o porteirocontoseroticos obrigaram minha esposa a usar drogasconto erotico chantagiei a esposa do meu funcionáriocontos/ morena com rabo fogosocontos eroticos colegioirmatezudaContos erocticos dei comprimido ao velhominha mae me ensinou a ser puta do meu padrastocontos fui adotadamasagista se marturbando no meio do espediente pormulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do SulUm tubinho uma menina virgem pode aplicar com ele dentro do burraquinho da vagina ou nao?tava um tedio danado,resolvi dar a buceta pra ele,incesto contoscontos erotico gay punheta no cuzinho do netinho pequenoeu subi no ônibus foi encoxada' no ônibusconto de mulher transando com meninos novinhosconto tia velha safadacontos eroticos caguei no pau do meu padrinhocontos masturbcontos eróticos / desde menininhocontos de xoxutuda dandoconto nao aguentei e fudi minha sobrinha de oito anosele domindo eu calvagando no pau deli contocontos eróticos de bebados e drogados gayscontos de sexo ensinei ela a chupa minha buceta/lesbicascontos eróticos com irmão de santovelha cavala virando olhogostoza mastruba aloprado fas ele gozar xvidioliliane sabe quero seu cuContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorcontos com leite na boca