Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMIDA MINEIRA

Click to Download this video!

No ultimo fim de semana, viajei naquele trem que vai de Bh a vitoria, da vale.rnViajei pra desfrutar a paisagem, uma terapia contra o stres.rnNao era pra ser uma viagem para acabar em sexo. Alias já tinha marcado com uma amiga, ela ia me pegar e tudo pra curtirmos Vila Velha, onde mora.rnSentei perto de uma menina que mau tinha feito 19 anos. Cidy, bem nao me chamou muito atenção, como sabem estou com 36 e curto garotas mais velhas, e geralmente casadas e com filhas, com o tempo acontece de comer as filhas de sobremesa.rnMas ela como parece ser de toda a mineira, puxou o assunto e começamos a conversar. Ela muito expansiva, mostrava as unhas, falou do relacionamento de seis anos que tinha terminado, mostrou até as fotos de quando era pequena. rnMas meu interesse nao despertou, nem tinha caído a ficha, pois me preocupava com a idade parecia muito nova e estava acompanhada de uma prima. As duas eram umas loiras muito carnudas, ninfetas, porém bem infantis.rnEla perguntava as coisas e me obrigava a responde-las, onde morava, trabalho, etc.rnFalamos sobre a Serra do Cipo etc. Ela tinha um papo legal e ia deixando algumas fotos e videos de lado que pretendia esta fazendo.rnBem teve uma hora que eu esbarrei nela e percebi que ela estava sem sutiã.  E foi nesse momento que eu a deixei mexida, ela foi se encostando, se aninhando. Voce se importa? Eu respondi que nao. E fui me aproximando. E enquanto conversávamos eu pensei assim ela vai e dormir, e comecei a fazer cafuné na cabeça dela. Pois bem, teve uma hora que a blusa dela caiu para os lados e revelou seus peitinhos. Até aí nada de mais, eu mesmo consertei, mas aproveitei pra roçar nos bicos. Vi que ficaram durinhos.  Isso ocorreu ainda mais duas vezes. Na terceira vez transferi os cafunés para os seios, e aí eu vi que estava diante de um furacão, mas me contive. Cidy quero ver a tua identidade. Porque? Porque voce tem carinha de anjo e nao quero ser preso rsrs. Perai, deixa eu pegar, ta aqui. E agora, me da um beijo? Dei. E ela pediu, me toca como voce estava fazendo. Certifiquei-me da prima e retomei.  Atrevido como sou, abri a braguilha do seu jeans e quis conferir o seu molho, gostoso, virginal, quente, e ela vermelhinha. rnEu ia parar quando senti que devia aproveitar, eu guiei as suas maos até o meu mastro, e aí eu percebi que eu ia mudar meus planos pra o dia. Eu quero isso dentro de mim, coloca dentro de mim, bem baixinho no meu ouvido. Isso aqui e de verdade, ... rnE com aquilo comecei a pensar o que ia fazer, leva-lá comigo nao poderia porque segundo ela os pais nao deixariam. Depois de muita insistência e até pedi pra colocar o meu pau na boca, o que recusei porque ali nao tinha como, eu topei descer em Ipatinga, a cidade dela.rnAo chegar na estação, fui apresentado a mãe que foi buscar e que me ofereceu carona até um hotel. Tivemos que ir em dois hoteis porque estavam cheios. Resolvido o problema, marcamos de nos encontrar novamente as 19 horas.  Ela ia tomar banho e se arrumar, eu também. Aproveitei pra liga pra minha amiga de Vila Velha e explicar tudo, ia me atrasar, mais ia compensa-lá e ia levar um vinho. Escondi pra mim que talvez ia levar mais três pessoas comigo.rnTransei o resto da tarde com a Cidy, e foi como se ela tivesse sido desvirginada ali novamente. A noite ela tinha uma festa em família e eu fui convidado.  Gostei da família, do ambiente, mas a Cidy queria mais, estava descobrindo algo ali que nao curtiu antes. Queria sugar de tudo. Eu explorei. Na festa, a mãe da prima pegou ela bebendo o meu leitinho. E fez de um jeito que sá eu percebi. A tia era baixinha, esguia, uma Ruivinha sequinha, muito apetitosa, separada. Antes de voltar para o hotel, armei pra puxar papo. Na despedida, estalei um beijo "sem querer" com língua, o suficiente pra hipnotiza-lá. E disse baixinho e discretamente, te espero no hotel. Tudo na frente da sobrinha, que achou graça de tudo, mas pareceu nao perceber nada.rnEstava no hotel de volta (a Cidy nao pode vir por causa dos pais) e tocou o telefone do quarto, era a tia.rnAlo! Oi e a tia da Cidy, Marcelo!? Opa, fala. Deixa eu ser franco contigo, eu vou falar pro meu cunhado o que vc esta fazendo com a minha sobrinha, eu acho isso muito errado, e ainda dando encima de mim?! Retruquei, e porque vc nao tomou essa atitude na hora que vc viu ela me comendo!? Nao sei, fiquei assustada! E e molhada,nem!? Rebati. Nao! Quanto tempo voce nao transa!? Há... Nao te interessa!  E desligou! Uns quarenta minutos se passaram e toca a porta, era ela.rnPerdão! Fui grossa! Mas e que nao acho certo com a minha sobrinha. Quer que seja com voce!? Ela recuou surpresa, ia dizer nao, mas já estava em seu pescoço. Nao, nao isso e incesto, traição, adultério, ... E conseguiu se desvencilhar. Ia pra porta pra saída. Voce nao quer ir embora, e vou ser bem sincero, vou te comer, e vou te ensinar a comer a tua sobrinha e a tua filha. Ela saiu correndo e fui atras, eu queria e teria aquela mulher pra mim. Ela entrou no carro, de reflexo eu também. Sai do carro ou eu chamo a policia. Policia! Foi contida por um beijo. Voce esta maluco!? Para! A cidade toda vai ver... Parei, nao insisti. E voltei para o quarto, mas sabendo que consegui deixa-lá excitada.rnVi pela janela que ela demorou muito dentro do carro, fui ao estacionamento e ela deixou eu entrar no carro. Fiquei ali respeitando o silencio dela, mas aproximei-me perto o suficiente para encontro dos lábios, e dos meus dedos em sua perna. Já nao havia resistência. Preparada! Sibilou qualquer coisa parecida com eu quero, me tira daqui. E fomos para o hotel. Eu a cúrtia, quando o celular tocou, era a filha, ela atendeu: estou transando, estou transando, ta gostoso filha, muito boooooom!!!! Ela deixou cair o telefone. Estava gozando. Se recompôs e retornou pra filha. A histária fica muito grande, mas resumindo nos tornamos bons amigos, claro rolou o quarteto. E quando eu fui pra Vila Velha, me acompanhavam com a promessa de apresenta-las a alguns machos... Seria o primeiro grupal delas. [email protected] Estou no ashley madison.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos teen apostacontos minha prima defisiete me viu batedo umameu enteado estourou meu cu contosminhas duas primas me chupando o palcontos mamae mim ajudou com o pirozaoconto erotico hetero fudando com mecânicos no trabalhocontos eroticos de mulheres obesasCasada viajando contoscontos de sexo gostosa deu pra mim na a baladacontos eroticos estrupeicontos eroticos comeu meu cu no onibus e da cobradoracontos eroticos depois de casada meu padrasto me comeuconto erotico me comeram sem piedadevai me arrombarchantageada e humilhadaafilhada chorando com a pica do padrinho no cu - contos eróticospapai descobriu contos eroticosvideo porno gay de garoto com o calção com o fundo rasgado de parnas areganhada na casa do amigo tarado do pau gande e grosohttp://transei com pastor gay no banheiro contos eroticos gayfoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1contos eroticos incesto com menininhasContos eróticos cearácontos mordidinha na bucetacontos erotico maridos camaradaconto chupei minha irmãzinha dormindominhasobrinhae sua amigacontoscasada resebe proposta indecente contowww.eu aronbei minha sobrinha de doze anos de idadecontos gay meninoContos eroticos tristeza primeira vezconto de fudendo cu da menina jessicaminha esposa e sua namoradinha contoConto erotico sogro estuprando nora e gozando dentrocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacomto erotico de esetos de novinhas vigena lua de mel contosdormindo ao lado conto eróticoOs travestis qui São quaz mulherSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininoConto erótico Sempre fui mas ele descobriuminha mulher me fez de corno na nossa cama com meu consentimentoCasadoscontos-flagrei.soxo com umanoivinhacontos eroticos tirando virgindade de netinhacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaconto ele me convenceu a da meu cuzinhocontoseroticos fissurado no cu da esposacontos eróticos tio f****** sobrinha casadacontos eroticos meu patrao me da leitinho dois dias na semana no motel e o meu marido nem desconfiapintinho na bunda contosmulheres a mijar por cima da casste grossa do marido contoseroticos sem querecontos eroticos de padrinhos iperdotados comendo casais e comadrescontoseroticosdeincesto/irmaoeirmacontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau durochupei palai e depois ele me fudeu contos eroticosContos eroticos: desde novinho era afeminado louco pra da o cuEsposa de biquini com vendo futebol contoconto sou esposa de um viadinhowww.contos de incesto deixei meu tio chupar minha bucetinhaconto anal evangelica carnudaContos eróticos de lésbicas transando na casa da amiga de muitos anosCanto erotico de velha 68 anosmeninas com bucetinhas piticas pornoPedi que ela trouxesse amigas pois eu queria porra...contos eroticos de vendas passei gelo no corpo deleconto erotico chatageada pot um senhorSou gay e tranzei com um travest contos eroticogarotada vem bucetinha pela primeira vezhomens velho gay contoscontos meus dois amantescontos o corno senpre finge estar bebadocontos eróticos gay eu e mais um amigo brincamos com novinhoFoderam gente contos tennsSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eróticos assaltantes me f****** na frente do meu filhomomento papo de mÃe pornocontos ditanto meu noivo bater punheta dei o rabo pra outrosafadezas da adolescência contosiniciando a filhacontoseroticosrolaContos eroticos dando o cu no hospitalcontos fodendo o cu da MarileneMega gozada na boca contosme comeu gostosinho contoscontos eróticos de gay comi a bunda do amigo do meu irmãoconto erotico gay com o coroa catador de lixocontos eu minha esposa e a empregada na praia de nudismocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casa