Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI A COBRADORA DO ÔNIBUS

Click to this video!

Estava fazendo uma viagem de carro à noite, quando o motorista de um ônibus me deu um sinal na estrada. O veiculo estava com problemas de motor e precisava de um mecânico para fazer os reparos e ele seguir viagem. rn O motorista pediu-me que fosse até um posto de gasolina práximo com a cobradora para que ela resolvesse o problema ligando para a empresa ou levando um mecânico até o local onde estava estacionado o ônibus.rn A princípio achei a idéia um quanto que bizarra, mas quando vi a cobradora, uma garota de aproximadamente 20 anos, morena, cabelos longos, seios durinhos e fartos, um quadril perfeito moldado pela calça azul marinho muito apertadinha, os lábios deliciosamente carnudos, ofereci imediatamente para levá-la ao tal posto de gasolina para ela procurar ajuda.rn No meio do caminho, uma noite bastante escura, ela em total silêncio, resolvi arriscar uma cantada de leve para ver a reação daquela cobradora deliciosa que estava sentada ao meu lado.rn Perguntei inicialmente o nome dela e depois dela responder que era Bruna, decidi ir ao ataque para ver até onde aquele papo de garanhão ia chegar.rn Conversa vai, conversa vem, vi uma estradazinha de terra batida e entrei com meu carro. Parei uns 500 metros da estrada principal e não perdi muito tempo, parti para o ataque fulminante beijando aqueles lábios calientes e carnudos e apertando seus seios incrivelmente durinhos e deliciosos. rn Esperando uma reação negativa por parte dela, não dei tregua e fui apalpando suas nádegas durinhas e correndo a mão na sua xaninha que estava apertadinha dentro daquela calça muito justa e colada no corpo. rn Para minha surpresa, ela também correspondeu as minhas caricias e deixou aquele corpo a inteira disposição, pronta para o abate.rn Passamos para o banco de trás e recomeçamos aos beijos e abraços. Desabotoei a camisa, enquanto ela fazia o mesmo tirando o sutiã e afroxando o cinto da calça e estava diante do maior monumento que já vi e nunca havia imaginado antes. Senti o pênis trincando de enrijecido. Ela caiu de boca no meu cacete que eu custava a segurar a ereção na boca dela. Queria aproveitar cada segundo daqueles lábios carnudos e sensuais chupando minha pistola. rn Depois dela tirar a calça e ficar totalmente nua, acendi a luz do carro e pude contemplar aquele corpo deliciosamente bronzeado a minha frente. Não perdi tempo, cai de língua na xaninha incrivelmente fechada e deixei ela toda molhada e lubrificada para facilitar a penetração que não demoraria acontecer.rn Ao enfiar a cabeça, ela gemeu gostoso chupando meus peitos e pedindo ofegante para enfiar devagar que ela era ainda uma "quase moça". Fiz como ela pediu até certo ponto, depois de entrar a cabeça, ela mesmo fez movimentos de vai e vem e na terceira ou quarta estocada já estava com os 19 centimetros todo atolado dentro dela.rn A primeira gozada foi rápida, eu estava a perigo fazia meses e não deu para segurar. A segunda foi com mais calma e deu para sentir todo aquele corpo bronzeado colado ao meu. Gozamos juntos e ela foi a loucura com a vagina modendo meu pau com tal força que achei que ia me engolir. rn Fizemos uma pausa antes de dar a saideira e beijei aqueles seios durinhos por mais de quinze minutos chupando os biquinhos empinadinhos e pendindo mais sexo.rn Ela ajoelhou no banco deixando a bunda toda por minha conta e pediu com uma voz embargada e deciliosamente sensual para penetar seu ânus. Perguntei para tirar as dúvidas o que ela queria de fato e ela na volúpia de sexo disse quase aos gritos: " come o meu cu".rn Não precisou pedir a segunda vez, dei uma cospida na ponta do pau e ao encostar naquele orificio nunca dante navegado, ela gritou de dor e prazer. Não deu para segurar muito. Fui dando estocadas devagar até a penetração total e ela aos gritos dizia para fuder aquele cuzinho virgem. rn Gozei deliciosamente todo o esperma que ainda restava para sair dentro daquela bundinha durinha e sedenta. No final ainda deixei os 19 centimetros atolados no rabinho dela, sentindo aquele calor gostoso que nunca havia sentido antes.rn Cinquenta minutos depois, voltamos a estrada para procurar o tal posto de gasolina. Com a respiração ainda ofegante, ela me deu um papel com o número de seu celular e disse com a voz mansa e sensual: "quando você quiser me ver de novo é sá ligar".rn Guardei o papel no bolso com uma promessa na alma, chegando em casa, depois de tomar um bom banho, eu juro que te ligo. Nunca comi uma garota tão gostosa como aquela cobradora de ônibus.rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Corno em calcinha contocontos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavamcontos eroticos espiando a senhoracontos minha namorada pelada meu amigoconto porno enfiaram um ovo no meu cuO pau preto do papai contos eróticoscontos eroticos escritos incesto vovô e eu.enso botar po para mulher do corno contosencontrar vídeo de sexo amador com mulheres gordinhas do Arraial do Cabo viciadas em analcontos eroticos de prima chupando sacowww.contos de incesto me viciei em deixar meu tio chupar minha bucetinha na minha infânciacomendo a cunhadinha lindinha contos eróticoscontos eroticos comi o gay e virei namoradovidios porno de homem pegando irmazinhar mulher si mastubando e conceguindo comer a buceta delaContos eroticos tetas roxasfui trepada pelo jegue di meu sogro. conto eróticoContos a amiguinha fielContos eroticos de travesris lindas do pau gostosos.homem sendo estrupado en oficinagay seduzindo hetero abaixando preso da casa so pra transarConto gay - "o pau pingava"mulhe raspado buceta deichado no meiocontos eróticos no cu com cachorroscontos eroticos gay meu pai de vinte e tres anos me comeu dormindo quando eu tinha oito anosContos afeminado c shortinho socadoContos erotico exibi meus seios enormes pro entregadorcontos eroticos meteram em mim e fiquei muito abertacontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau duropuro sexo sou muito deliciosa viajei com meu filho conto incestocontos eróticos praia de nudismo dois idosos gays fudendo contosmenina de calcinha pornoe chiorts curtoscontos apanhando do tutorFlagrei minha esposa me traiu com negros de programa conto eroticoesposa bunduda rece be uma proposta para da cu ela nunca deu contos eroticos conto morador de rua roludo comei gpstos minha esposaconto irma dormindocontos eroticos com fetiches absurdosvideos de porno de professoras se chupando lentalmenteentei no quarto da minha primahome dar cu usano calcianhacontos eroticos fudida por cobrador e motoristaxanimha"estuprarem" contos eroticosgrelao era enorme lesbica contoscontos eroticos com a princesinha do bairrobjodelesbicawww.loirinha inocente caindo nas maos do negao safado contosliberei minha noiva loira pra dois contosconto erotico esposa no clubeconto sexo casada proposta indecenteSou casada fodida contocontos porno papai e a fama de pirocudominhasobrinhae sua amigacontoscontos tias de 29 anos loiracasadas piranhudas e cornos submissosboquete mulher de 48 anos contomeu marido liberou também conto cuconto minha mulher e um cao d rua fodendoContoseroticosgreludacontos e feitiches homem q adora uma mulher mijando na calcinhadestruidor de cu contosas novinha gostosinha dando a b******** sendo engravidado tomando vinhocontos eroticos sasuke e sakura minha doce virgemComtos casadas fodidas pelo patraocontos eroticos de homens que vestem as calcinhas das esposas e saem com travestidelirei com a pica entrando no meu cuzinhoseduzido contoscontos eroticas uma rapidinha e um goso gostosoComtos casadas fodidas pelo patraosogras e madrasta fazendo boquetes rapidoscontos di mulheris que ralaram pela primeira vezMulherbrasileira ensinando a filha, meter contoscontos eroticos fudendo a mae travestinovos contos eróticos entre namorados dpmeu pai e meu tio me comeramcoroa pede gisa pra mim safadomulher deficient sendo arronbada pelo negaoconto erótico de gay dando o cu pra catador de papelão contos eroticos elizandraDividi namorado comeu buceta contosconto erotico bi com atendente de hotelo amigo do meu marido me chantageou contosContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gostosas dormindocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidonetinha virge de sainha estruoominha iniciação gay contosporno amador em festinhasparticularescontos eróticos de lésbicas meu marido mandou sua irmã me ensinar a dirigirContos nao sabia bate punheta amiga de mamae me explicoucontos eroticos com cavaloscontos eroticos minha sogra de calcinha rendatextos viadinhos estrupados gozada boquinhacontos de gay passivo dando pro machozoofiliacoroas boas