Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DEI NO ANO NOVO PRO MEU SOGRO

Click to this video!

Bom, essa histária aconteceu no ano novo passado, em 2006. Tenho 25 anos e namoro uma menina linda, de 23 anos. Ela é morena, tem os olhos azuis e a pele toda sardenta, os seios pequenos mas lindos, e o melhor, uma bunda maravilhosa. Eu tenho um 1,70, 64kg e, apesar de magro, malho há bastante tempo e tenho um corpo legal.

Conheci minha namorada no meio de 2005, e logo passei a frequentar a casa dela. Ela mora com o pai e o irmão mais novo. O pai tem 43 anos, 1,85 e acredito que uns 80kg, ele é fortão, professor de educação física, malha bastante. O irmão dela idem, é um pouco mais baixo que o pai mas tb é forte, rato de academia, e tb vai ser professor de educação física.



De cara comecei a frequentar a casa deles, virei amigo do pai e do irmão. Amigo a ponto de ir passar com eles o Ano Novo na casa de praia deles, em Ubatuba.



Enfim, chegamos lá e preparamos a festa, curtimos bastante e bebemos pra cacete. Tava todo mundo louco e eu na fissura de comer minha mina, sempre q dava uma brecha eu tirava uma casquinha, mas a marcação era serrada e não dava mesmo pra tentar grandes coisas... Por isso taquei um foda-se e resolvi encher o caneco tb, minha mina idem, viu q nada ia rolar e tomou todas. Tanto q foi a primeira a capotar, lá pelas 3h da manhã. Levamos ela pro quarto e voltamos a beber breja e caipirinha pra caralho.



O práximo a capotar foi o irmão dela, deitou na rede da varanda e desmaiou. Ficamos eu e o sogrão trocando idéia e rachando o bico de tudo e todos. De tão bêbados q estávamos, já tavamos falando merda pra cacete, e eu me entreguei e deitei no sofá, de bruços. O meu sogro deitou no sofá da frente e continuamos conversando.



Conversa vai conversa vem, ele lembrou de uma gostosa q vimos no supermercado, disse algo como “puta merda, como eu queria aquela loirinha do pão de açúcar aqui agora...”, e eu concordei com ele. E isso foi a deixa pra começarmos a falar da bunda dela.



Ele falava de como gostava de meter numa bundinha, e eu sá pensando na filha dele de 4 na minha frente, hehehe



E ele continuou falando de bunda, e me perguntava dos tipos e tal, primeiro se eu gostava de bunda grande ou pequena, e eu disse q dependia da bunda, e ele de cara concordou, mas disse q tava afim de uma bunda redondinha e pequena, q fosse empinadinha e tivesse marquinha de sol. Eu dei risada e ele continuou, disse q queria marca de shortinho, não de bikini, daqueles shorts q ficam bem cavados. Eu disse q adorava aqueles shorts, mas q era difícil ver mulher com marca de shorts, e, por ta bêbedo mesmo, zuei q se ele queria uma bundinha pequena e com marca de shorts era mais fácil achar um homem assim. Achei q tava zuando com ele, mas ele me respondeu q se fosse gostosinha ele não negaria. Eu ri pra caralho, achei q ele tava dizendo aquilo pq tava com tesão e ia zuar com ele, dizer q ia acabar virando viado. Ele então me perguntou se eu não comeria uma bundinha de homem, se fosse gostosa. Disse q não, q bunda de homem não se compara à de mulher. Ele falou “vc q pensa, tem umas q são uma delicia”. Quando foquei o olho nele, ele tava roçando o pau por cima da sunga e olhava fixamente pra minha bunda (eu tb tava de sunga).



Na hora me passou pela cabeça q ele podia ta falando de mim, ou com tesão em mim, sei la. Mas como era uma situação bem estranha, não consegui acreditar realmente q fosse isso. Mas, na hora q vi o pau dele, e a cena daquele homem forte e o volume formado na sunga dele, fiquei de pau duraço. Nunca tinha sentido tesão por homens, mas a visão daquela cena me deixou tesudíssimo.



Não sei se ele percebeu, mas fez-se uns segundos de silêncio, quebrado pela pergunta dele se eu queria outra cerveja. Até queria, mas pra beber ia ter q levantar, e ia me delatar, então preferi dizer q não e esperar meu pau sossegar. Ele foi até a cozinha e ainda brincou dizendo q precisava pôr gelo na sunga.



Mas, da onde eu estava, via ele em frente a geladeira, e, quando ele abriu a geladeira, olhando pra o q pegava, simplesmente tirou o pau pra fora e começou a bater uma punheta! O pau dele era enorme, proporcional ao homem q ele era, e meu, meu pau ardia contra o sofá.



Ele voltou pra sala um tempo depois e mudou de assunto, mas continuava com aquela cara de puro tesão. Perguntou da academia, como tava indo, e se ofereceu pra ser personal em alguns dias q estivesse sem alunos. Eu tava descrente, sá pensava “será q ele ta me cantando, assim, na cara dura.?”



Foi perguntando do meu treino, e começamos a falar disso, achei então q era tudo impressão minha. Mas ai ele me pergunta: “e exercício pra bunda, vc faz muito?” Eu ri, e devolvi a zueira, mas ele disse “não, to falando sério, tu tem a bunda durinha”. Putz, não sabia o q falar, dei umas engasgadas e disse o pior, fingindo q não tinha sacado nada:”se liga, ela é normal”



Ele então levantou do sofá e simplesmente apertou minha bunda! Deu umas 2 apalpadas e disse “q nada, é durinha, malhadinha, ta malhando ela ein?”



Cara, eu não sabia se corria ou se gozava, confesso q a apalpada dele foi uma delicia, aquela mãozona grande, as coxas saradíssimas do lado da minha cara... foi foda...

Tanto q até passou boa parte da bebedeira com o medo misturado ao tesão.



Ele então sentou de novo e começou a falar do treino dele, e fazia isso mostrando os músculos a q se referia, e disse q eu precisava treinar assim e tal, mas q o treino de “bundinha”, eu já fazia muito bem. E disse isso com uma puta voz sacana, e roçando de leve no pau. Olhou fixamente pra mim e não disse nada, e eu ali, de pau duraço, sem saber o q fazer, sem saber se tava com medo do q ia acontecer o se queria q acontecesse logo.



Mas na sequência ele levanta, vem olhando pra mim e apalpa de novo minha “bundinha”, dizendo “mas é durinha mesmo ein” e na sequência, passou a mão bem no meu rego, dizendo “humm, mas é uma delicia mesmo ein, q tesão de bundinha..” nossa, tive q segurar forte pra não gozar, e a essa altura eu já tava rendido, não dava pra voltar mais.



Ele ficou apalpando ela um tempinho, falando altas sacanagens, elogiando minha bunda, me chamando de gostosinha, tesudinha, ai afastou minha sunga de lado e começou a roçar no meu cuzinho, e eu delirando, passando mal, já de olho fechado. Botou o dedo dele na minha boca e me fez lamber por um tempo, depois passou a roçar o dedo babado no meu cu, caralho q tesão q me deu isso, até soltei um gemido.



Ai ele me pegou pelo braço e me levou pra cozinha, já q o filho dele podia acordar. Lá, tirou minha sunga e pôs o pau pra fora, levou minha mão até ele e eu, pela primeira vez, pegava num pau. Pau q alias mau minha mão fechava, era gigante, devia ter uns 22cm, sei la. Enquanto batia uma pra ele, falava altas putarias e lambia minha orelha, eu tava delirando. Depois falou baixinho no meu ouvido “chupa putinha, chupa o pau do papai”. Ajoelhei e mamei do jeito q pude o pau dele, q nem entrava direito na minha boca. Mais lambia q chupava. Mamei até ele me levantar e me levar pra áreazinha de serviço. Lá ele me colocou debruçado na janela e guspiu umas duas vezes no meu cú. Enfiou um dedo e meteu por um tempo, depois falou, “vamo levar ferro gatinha?”. Eu sá olhei pra ele e esperei, ele foi forçando, tirava, forçava, guspia, punha um, dois dedos... até q a cabeça entrou... ai ele me pegou pelo pescoço forte e me levantou, dizendo na minha orelha “agora vc vai virar a putinha do papai”, e foi enfiando devagar até q eu senti o calor das bolas dele no vão entre o cu e o saco... Nossa, a sensação era estranha, mas ta ali de 4 praquele homem tava mesmo muito foda! Ele me fudeo assim por um tempão, metia devagar, depois forte, puxava meu cabelo, falava um monte de coisas tesudas no meu ouvido, uma loucura. Depois tirou aquele monstro de mim e me virou de frente, me fez segura no pescoço dele e me pegou no colo, e não sei como conseguiu enfiar o pau em mim, meu deus, foi foda, olhar pra cara dele, lamber o suor q escorria no pescoço dele, foi demais pra mim, gozei no peito dele, e ele gozou demaiissss no meu cu, escorria porra pra caralho depois q tirou. Alias ele gozando foi um capitulo a parte, ele urrava e me apertava muito forte, um absurdo.



Depois disso ele me pegou e me levou pro banheiro, la me virou de costas pra mostrar como meu cuzinho tava, e aproveitou pra continuar a apalpar minha bunda. Nisso, aparece o filho dele, irmão da minha mina na porta...



Puta situação contrangedora, mas o filho dele já foi dizendo, bela bundinha, vi o estrago q o senhor fez com ele, pai. Percebi q o pai dele tava muito sem graça, ele foi tentar se explicar, mas o filho disse, relaxa pai, eu já comi uns carinhas na época do colégio, e quero comer esse rabinho tb



O pai ainda ficou por um tempo inconfortável, mas quando o irmão da minha mina começou a apalpar minha bunda, ele logo armou o cacete de novo...



Mas isso eu conto outro dia, hj sou a putinha do meu cunhado, e to loco pra dar pro meu sogrão outra vez.



Mandem email pra mim se gostaram e querem ouvir o resto: [email protected]

msn: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fundura da buceta midindo pornonovinha sequestro contocontos cuzinho karinaconto erotico comi a professora do meu filhocontos minha mulher foi fodida na praça por estranhosconto gay daniel e murilo me.comeramdeu o c* não aguentou o cilindrocontos minha enteada minha amanteContos erotico Minhas mamas doem muitocontos eroticos teens puteiroContos eroticos eu e minha familiacontos cu virgem secretaria casada contoscontos eroticos de escrava de madameamigas pegao mendigo na rua da banho e depois/punheta/eleSexo anal com o massagista conto eroticocontos a crente que gosta de dar a bucetamaravilha conto heterocontos o porteiro me comeuvou gozar na frente não contobulto homem topando na causa pohetafui brincar ns pracinha,e is,meninos mw comwram contoa eroticoscontos deu o cuzinho por um celularRelato de mulher tenho tesão em executivo de pau duro na calça do ternocontos comendo a menina no carnavalcontos eroticos dei pa paga dividaMeu marido deu carona para um estranho e me insunuei pra elesainha olhava lesbicas contoshistória de contos eroticos novinha sentou no meu colo dentro do ônibus na viagemzoofiliacoroas boascontodeputaconto de arrombando o cu do empregadoconto erotico sou vaca leiteira eu gostoLora dismaiando no cu no anal em tres minutoscontos erotico uma buceta peludacontos com fotos tia e sobrinho baixinho realenrrabada por um velho no onibus lotado, contos eroticoscontos erótico Parácontos eroticos sogracontos eroticos a filhinha da empregadaContos eroticos com animaiscontos de sexo com novinhas trepando com advogadostocando punheta no maracanafui dormir na casa da tia e comeu o Helenacontos eróticos minha avó é uma p***dando cuzinho pro macho da minha mulher contoxvideo de guatro bem reganhadinha faço ele gozaMeu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhoscontos eroticos de quata feira de cinzacontos esposa olhos vendados fudendoo papai da minha amiga contos eu tinha sete anosContos briga de xanasconto comi cliente da minha mulherminha cunhadinha virgemconto erotico com coroa empregadacontos gay paiquero ver Roberta Close dando lombo e mamando com homem super dotado Roberta Close d********* e chupandoconto de sexo ele e ela me comendo muita tapacontos marido jogandocontos eróticos de pai e filhaConto erotico dei leite na boca da filhingacontos o velho fez casada de putahomem conto heterop****** do papai contos eróticosfoda louca na empregada até o orgasmoEu e mamãe fudendo com papai contoseroticosconto erótico penha SC praiaestou sendo chantageada mas não posso contar meu marido quantos eróticoscontos eroticos esposa fumantefui experimentar e virei puta contos gayAmigos de meu filho eu provoquei e eles vieram conto eroticoconto corno leva sua savada pra asisti o jogo de chortinho torano a bucetacomi minha madrinha na casa dela contoscontos meu pai me seduziucontos eroticos comendo a sogra da minha irma e socando a banana no cu delaconto erodico de entiada evangelicaporn contos eroticos negao foi entregador fudeu minha esposaproctologista me comeu gaygarotinha conto eroticocontos eroticos ele massageia arrombando o bundudoContos eroticos estupradacontos de incestos e orgias com minha esposa gravida minha irma nudistasurso velho peludo gay contoscontos eróticos bebadanamoro com transex me fez de eacravo contoa erpticosvesti as roupa feminina e dei meu rabinhocontos d encoxamentoo novinho me encoxouconto erotico arrombei o travesti do baile funkContos virei a puta dos oito negros picudoscontos eroticos atração enteadosentando na rola do meu pai contos. eróticoscontos eróticos minha mulher foi f***** por um travestiFUDIDA POR UM DESCONHECIDO, CONTOSverdinho tirando a virgindade da sobrinha novinha gostosacontos sobrinha veio cuidar da sogracontos eroticos-estuprei minha irmaconto de uma ninfeta que adorava mostrar a xotacontos eróticos com animaisMulher trepano so com caralhudos