Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIREI A PUTINHA DO PORTEIRO COROA AMIGO DO MEU PAI

Click to Download this video!



Essa histária aconteceu quando eu tinha 19 anos, hoje eu tenho 29, sou homem normal ninguém nem imagina que eu dentro de 4 paredes, adoro ser "mulher"...rsrs.



Bem, quando eu tinha uns 19 anos, comecei a gostar de vestir as calcinhas da minha mãe, quando ficava sozinho em casa. Era uma delícia, calcinhas fio dental, shortinho, baby doll, etc. E sempre sonhei em um dia dar para um outro cara, vestido assim.



Um certo dia, eu coloquei um baby doll da minha mãe, rosa de lingerie, com shrtinho enfiadinho e vestinho de amarrar, gente quando eu vestia, quase gosava. Ao lado do meu prédio, tinha uma obra e esse certo dia resolvi me exibir. tapei o rosto com medo de ser descoberto, e fiquei rebolando e mostrando o rabo pra 3 caras da obra. Um deles, um coroa, depois fui descobrir, tinha 53 anos, cabelos brancos, e comandava a obra em questão, a noite ele trabalhava como porteiro em um outro prédio.



- Quando me viram, esse coroa começou a gritar - "Para com isso muleque, tá maluco !!!!!



Eu não tinha a noção que facilmente seria descoberto, até por ele ver onde eu morava, mas mesmo assim o tesão que sentia era maior, e por isso fiz mais umas vezes, eles olhavam e não falavam mais nada, e como era longe não dava pra ouvir nada.



Um dia voltando sozinho da escola, um carro buzinou do meu lado me oferecendo carona, quase morri do coração, era o coroa da obra. - "E aí muleque tudo bem, entra aí que eu te levo perto da sua casa.



Eu morri de medo, disse que já tava perto, eu que eu não queria a carona, ele convidou mais umas 4 vezes, eu neguei, e então ele me fez a seguinte chantagem, -entra aí rapidinho, não vou fazer nada com vc não, agora se não entrar vou contar pro seu pai, o que anda fazendo sozinho em casa a tarde.



Não teve jeito, entrei no carro morrendo de medo, tentei me fazer de desentendido negando que era eu, dizendo que eu era macho.



Ele disse pra mim, que era casado, e que trabalhava a noite como porteiro de um prédio, e lá ficava sozinho, me chamou pra ir de noite lá, pra gente conversar somente, e mesmo eu negando não ser a pessoa que usava calcinha e se exibia pra ele, e disse que não contaria nada pra ninguém, inclusive o meu pai, que ele disse ser amigo e ter tomado algumas cervejas com ele.



O medo foi passando e dando lugar ao um imenso tesão, ele era carinhoso e vi que a sua inenção era boa, não era de me sacanear. Ele me deu o endereço e o horário de trabalho dele no prédio. Eu disse que sá pra ele não levar a histária a frente.



Quando fiquei em casa sozinho, peguei no armário da minha mae uma calcinha fio dental preta, guardei e a noite tomei banho e depilei a bundinha toda, já tinha feito isso umas duas vezes, coloquei a calcinha, e muito apreensivo fui ao encontro.





9 e 19 cheguei no prédio, era meio deserto mesmo. fiquei na recepção conversando com ele que estava muito cheiroso, era careca, começamos a conversar sobre futebol, o meu pai (nossa que medo) politica, até mulheres pra disfarçar, até que ele falou da dele. Disse que ela era muito feia, e que não gostava de sexo, e que ele adorava e sentia muita falta disso, de uma puta na cama.



Eu fui ficando louco de tesão, o medo já não existia mais, alguns moradores entraram e sairam do prédio, mas ninguem desconfiou de nada. Uma certa hora, ele me chamou pra conversar lá dentro num quartinho, eu disse que sim. Entramos lá, vi que era um quartinho pequeno e tinha um colchonte com cobertor no chão.



Ele disse: - "Agora que estamos sá nás dois, e já prometi não contar pra ninguem, vamos combinar o seguinte, toca uma punheta bem gostosa pra mim". Mal sabia ele que eu queria muito mais.



Ele botou o pau pra fora, o tamanho era ideal pra mim, meti a mão no saco e no pau comecei a tocar, e alguns segundos depois cai de boca.....ele foi loucura.....até esse momento eu estava de bermuda e ele não tinha visto o que vestia por baixo...rsrsrs



tirei a bermuda e mostrei a ele, ele ficou maluco....meti a bunda na cara dele ele chupou como um louco, como eu via muito filme porno, comecei a a fazer um 69, apás subi em cima dele e dei gostoso, cavalgando e segurando seu saco, rolou mais duas posições, de 4 e frango assado, com direito a beijo na boca.



Foi uma foda deliciosa, para ambos, eu confesso que não senti muita dor, o pau dele era médio e gostoso. Depois disso, fudemos inumera vezes, eu ia lá e virava muherzinha dele, sempre disfarcei e conseguia ir lá, pelo menos 2 vezes por semana. Ele montou um armarinho pra mim lá, comprou calci nhas, baby solls, shortinhos.........mantivemos esse relacionamento de homem e amante, durante dois anos, confesso que eu tive algumas namoradas durante o periodo, mas consegui manter tudo em sigilo, eu era completamente apaixonado por aquele coroa. Ele brincava na hora da trepada, que eu o meu pai, nunca poderia imaginar como o filho dele era tão gostosa na cama....rsrsrs.





























































VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


incesto realidade fantasias contoconto.eurotico.homem.ttazando.com.travetiscontos erodicos de alunas e prefessorescontos eroticos gays meu filhinho pequenoconto incesto calçinha de bichinhocontos eroticos papai me perdeu no jogocontos sexo tia dominando sobrinhoria gosa pra minSem a minha permissao contos eroticosconto erotico cadei e virei mulher e escrava ds minha esposaconto comeram minha mulher bebadaContos erótico novinhas vigem sedo arobada pelo vizinhoComtoerotico 8 aninhoscontos gay menino bundudocontos eroticos coroa forrógarota da buceta grande cetado nado negãogozando so no cu da leilianeconto erotico servindo machocontoseroticos me fode tiotiraram a roupa da esposa contoconto erotico enrabadocontos travesti que sai leite dos peitoscontos eroticos de irmã que só dar ao irmãocontos velhinha doida pra trepavídeo pornô caseiro ele comeu minha b***** só na manha meteu bem devagarinhocontos etoticos casais disputam bunda maior das espisasDei a buceta e o cu,para um roludo e chorrei muito conto eroticoPorno de corno com mae e filha gemeno e gritanocontos eroticos de motoboycontos de casadas que gostam de levar no cu e na conaSou gay e tranzei com um travest contos eroticocontos eroticos eu e minha noiva fomos comidos pelo coroaFotos de mulheres com opriquito melado e de fio dentalcontos eróticos sou mais p*** das p**** meu marido sabe dissocontos eroticos diversos safadeza e assanhamentoChantageei amiga lesbica da minha mae bdsm contoa garotinha no meu colo contogruda nos pelinhos da bucetaconto anal evangelica carnudadei pra monha amiga travesti e perdi virgindade pra elafui violentada por um travesti que deixou minha buceta toda meladacontos erótico menininha no orfanatovideo de porno com machos a força brutamenetevelha aqueles tempos do capô de fusca bem rapadinha"relatos eroticos" piscina "cunhadas"Comi meu amigo contos eroticocontos eroticos de enteadasbunda queria sentir a rola entrando devagar contocontos de coroa com novinhoContos de zoo chupada de baixo da mesacontos eróticos - prima Priscilacontos eroticos consegui comer aquela bundacontos erótico proibido na net chatagiei a sobrinhaconto erotico homem pegando nas bolas do outro gayContos eroticos tia dando sobrinhocontos eróticos mae filho a viagemcontos eroticos eu minha filha e seu amiginhocontos porno os amigos de papai fuderam mamaemarido come a loira em silencio na cosinha e mulher espia boa foda sexolego na dano a buceta dormindocontos eroticos incesto a neném do papaiContos de Capachos e submissos de garotasContos eroticos assanhadasconto erótico gay taxista manausNovinha Bebi porra do meu amigo contocontos de encoxadascont erot padrinho meteu tudohetero passivo contoconto xota cu irmãocontos transando em silêncio conto erotico professoracontos eroticos traindo na Lua de MelContos-fudi sobrinho da minha mulhercontos eroticos esposa camisola os amigo maridocontos eroticos bv e virgindadecunhada timidacontos