Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A ESTRATÉGIA QUE ARTUR FEZ PRA COMER MEU CU (FINAL

Click to this video!

A estratégia que Artur fez pra comer meu cu (final)



Artur me mostrou varias outras fotos que Joao tinha tirado quando eu estava de quatro, dando pra ele. Em algumas dava pra ver o pau dele entrando no meu cu, em outras dava pra ver o perfil do meu rosto, mas uma foto me surpreendeu, alem da primeira. Mostrava meu cu bem no detalhe, todo arregacado, completamente arrombado. Aquilo era um cu ou uma cacimba? Fiquei pensando na sacanagem sem nome que Joao e Artur haviam feito comigo, chegando ao ponto de Artur comprar uma calcinha pra Joao me presentear, sem contar a foto de rosto que ele tirara, e eu ja me lembrava quando: quando ele fingiu atender uma ligacao na hora em que eu o chupava. Artur me confirmou a historia. Disse que combinara com Joao aquela foto e ate emprestara o celular dele, que tem uma resolucao melhor, para o Joao fazer as fotos. Como as fotos em que eu aparecia de quatro poderiam deixar duvidas, Artur exigiu que ele tirasse uma quando eu estivesse chupando o cacetao dele. E ate dera a dica de como ele devia fazer.

E eu caira direitinho. Que raiva sentia de Joao, miseravel canalha. Mas agora era hora de me preocupar com Artur. E este disse que apos o trabalho falaria comigo.

Fiquei atonito com tudo. E eu acabara de dar o cu, estava doendo ainda, sera que conseguiria dar de novo? Passei o resto da tarde em transe, e na hora da largada, Artur me chamou pra uma carona. Por coincidencia, nao vi Joao o resto do dia. Parece que ele tirara folga. Devia adivinhar que eu estaria com muita raiva dele, e se o encontrasse nao iria ser bom pra ele.

Mas vamos ao Artur. Ele me levou ate sua casa, e disse que estaria sozinho ate umas dez horas da noite, quando a esposa chegaria do trabalho. Enquanto isso, eu faria as vezes da esposa dele. Eu nao havia dito uma palavra. Entrei, e assim que ele entrou, fechou a porta, e eu comecei a perceber que o estilo dele era bem diferente de Joao. Muito mais agressivo.

Artur me empurrou pra o sofa, e mandou-me tirar a roupa com voz autoritaria. Obedeci e tirei tudo, e ai ele mandou que tirasse a roupa dele. Despi-o com as maos tremendo, e quando tirei a calca, notei o volume durissimo embaixo da calca. Tirei a cueca e la estava seu pau, rigido, menor que o do Joao, mas com certeza mais grosso. Ele mandou-me ajoelhar pra chupa-lo. Me chamava de viado safado, e dizia muitas coisas obscenas, que ia me comer, me arrombar, que ia me dar tudo que eu estava precisando, que era muita rolada, coisas assim. Ajoelhei-me a sua frente, mas nao posso dizer que o chupei. Artur empurrava seu cacete na minha boca com muita forca, como se estivesse fudendo uma buceta, me deixava sem ar, e estocava com forca a minha garganta. De vez em quando ele tirava e eu procurava respirar um pouco, mas dois segundos depois ele estava de novo me arrombando com forca, e ainda agarrando minha cabeca com as duas maos e puxando com forca pra sua rola. Nunca Joao havia feito aquilo comigo. E me chamava a todo tempo de viado, fresco safado, toma putinha, mulherzinha safada, viado tem que estar na rola o tempo todo, receba essa rola, engula minha rola etc. etc. Ele nao ficava calado um segundo. Nesse ritmo frenetico, eu estava me engasgando com suas roladas e sofrendo muito, sem poder respirar e minha boca seca e doendo. Mas o infame so parou quando gozou, e isso bem no fundo da minha garganta, e dando tapas no meu rosto e repetindo suas obscenidades. Pelo menos pude molhar a boca com a sua porra. Mas logo ele me ordenava que ficasse de quatro pra arrombar meu cu, pra estourar esse resto de cu, sua bichinha safada, e dizia que eu ia me arrepender de nao ter dado o cabaco do meu cu pra ele e coisa e tal. Fiquei de quatro, ele mandou empinar bem a bunda e deu uma cusparada no meu cu, bem dentro. E imediatamente meteu a vara com forca sem do nem piedade, sem considerar nada, e ficou me bombando com todas as forcas que tinha. Suas bolas logo batiam na porta do meu cu, freneticamente. Nunca tinha visto um macho tao agressivo, tao debochado e com tanta potencia. Coitado do meu cu, sofria muito. Artur me chamava de viado safado o tempo todo. Depois de bombar uns dez minutos sem nenhuma compaixao, e as lagrimas desciam dos meus olhos sem que eu conseguisse sentir prazer como desejava, com suas investidas violentas, ele passou a tirar o pau todo de dentro de mim, depois socava de uma vez so com forca, dizendo coisas como: toma vara, toma, puta etc. Fez isso varias vezes e eu comecei a gostar. Mas ai ele voltou a bombar num ritmo frenetico, feito louco, dei gracas a Deus que ele nao tivesse um pau maior, pois ele estava disposto a nao deixar um milimetro fora do meu cu. Depois de muito tempo, ele anunciou que ia gozar, me melar todo, me esporrar, me encher de gala, lubrificar meu cu etc., e realmente gozou muito, me enchendo completamente, urrando em cima de mim feito um touro vadio e ainda bombando. Por fim seu pau amoleceu, e ele tirou, me deu varios tapas fortes na bunda e me mandou levantar, juntar os trapinhos e dar no pe, sua `bicha arrombada`. Levantei-me, com as pernas bambas, enquanto Artur continuava deitado e vesti-me e ia saindo, quando ele me chamou: Ei, onde pensa que vai? Estremeci! - Venha limpar sua vara de estimacao! Fiquei pensando na minha boca, toda arrombada, e tive medo, mas ele estava sem forcas, e assim chupei-o gostoso, deixando seu pau bem limpinho, sugando a cabeca com prazer, mas com cuidado pra que ele nao ficasse de pe novamente, pois ai eu me arrombaria de vez. Beijei seu pau, levantei-me e fui embora. Agora eu tinha 2 donos. Fui descansar o final de semana, e nem imaginava que nao ia ficar so nisso. Logo a rede se espalharia e eu teria novos caralhos pra me arrombar e teria que dar conta direitinho de todos. Meu e-mail: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de n********** dando para pau gigantesContos eróticos sarrado minha tiaconto lesbica humilhadaconto erotico sou bem extrovertido e acabei comendo uma mulher muito bonita e bem gostosaesposa traindo marido bebado contos eroticoscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos gay pai bebado suadogordinho nerd gay contospivete de penes de fora e tocando puietamorena amiga da esposa contocontos eroticos me exibi nua pra elacontos eróticos menino pintinhocontos eróticos comi minha filhadesenho porno dos flinstons cadamento.da pedreitacomeçando se transformar travesti .. encarando pau enormecontos de incesto por chantagem do filho com a maecontos eróticos traição o porteiro do prédio de Hollywoodchupando o professor de portugues enquanto ele dava aula contoesposa santinha liberando o cuzinho para o sogroContos eróticos dei em nova iguaçucontos gay jogador de basquete novinhocontos de mulheres que colocaram silicone no seiocontos eroticos reais de mulheres casadas crente que ja enfio o pepino no.cuContos de transexicontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidoconto de sexo agrentou duas pica no cuquando ela percebe que eu quero dar o cu pra ela xxxmeu amigos me bateram e me fuderam conto gaydominador pé gostosocontos sexo família bitirou as pregas dela contoscomi minha mae na varanda contoscontos eroticos namoradocontos enrabado na saunacontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhaConto papai mg fudeu de jeitocontos eroticos de quando chantagiei o velho pauzudo pra ele trasar comigoesposa torcendo de biquini em casa conto eroticoeuconfessomulher de meu irmaocontos eróticos longos viagemContos eróticos Lúcia coroacontos espiano minha mae peitudaComi minha amiga bebada contosmulher goza gostoso loucamente delirantezoofilia espanhola gostosa atualconto erotico perdendo a virgidade com o porteiroeu e a tia evangelica casada da minha esposa conto eroticodei a buceta pro catador de lixoconto erotico a mulher me encoxou no onibusContos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorrelatos sexo eu e minha filha novinhainiciando um viadinho contoconto erótico casada arrependida na noite de carnavalcontos policiais fudendo presoso pipiu do papai contoscontos mia mulhe linda aromou u amate muito bemdotado ela gemi muito na rola delecomi minha madrinha na casa dela contoscontos meu pai me seduziuContos de travestis pauzudoscontosdesexo padrasto metendo na enteadacontos eróticos vovó safadacontos eroticos maduras eu e minha amiga gostamos daquela piça pretacontos eroticos gay o pastorcontos o pau do enteadocontos eroticos minha tia tomando banho de solcontos erotivos mamar no pau infanviacontos eroticos de mulher traindo o esposo com o montador de moveisbundinha cobiçado conto erótico gayConto eu metendo na vagabunda da minha tia e na vadia da sua amigaNovinha e chantageada.contostem homem on line dar telefne pra foda com mulher casada chupa seu pau deixa chup bucetaVídeo lendo contos com vibrador na bucetacontos eróticos de bebados e drogados gaysMelhor amiga da minha mulher na minha rolaconto erotico castrado na favelaesposa perdeu a aposta contosconto erotico meu marido tem tesao de imaginacontos eróticos de gatinhas novinhas dando para super hiper dotadosconto erotico meu pai mim comeu enganadonegoes jegudos na punhetadoce nanda trepando e dando gostosinho contos eroticosmiudinha conto eroticocontosdesexo padrasto metendo na enteadaContos eroticosComi minha irma na cozinhacontos no cu é mais gostosoxvidei a novissa possuidacontos eroticos em ferias em casa de tia gostosa na piscina e marido nao verfotos de coroas branvas.dr sutian e.causinha na camscontos eroticos monha noiva sil nua na frente de todoshistorias eróticas com coroa de 80 anoshomens lanbendo o xinou da mulher na cama fotoscontos eroticos "cadela" "sem comida" "fome"